Home Página Inicial > Notícias > TRENSURB CELEBRA 100 ANOS DE SAMBA: ARTE NOS TRILHOS CANTA ARY BARROSO

TRENSURB CELEBRA 100 ANOS DE SAMBA: ARTE NOS TRILHOS CANTA ARY BARROSO

02.12.2016

Projeto cultural da Trensurb promove a partir de hoje (2/12), Dia nacional do Samba, e ao longo do mês de dezembro, apresentações do grupo Os Remanescentes nos seis municípios atendidos pelo metrô.

“Brasil/Meu Brasil brasileiro/Meu mulato inzoneiro/Vou cantar-te nos meus versos”, escreveu Ary Barroso nas primeira linhas da letra de Aquarela do Brasil. Os versos de Ary de fato cantaram – e encantaram – o Brasil não só com sua canção de maior sucesso, uma das músicas mais conhecidas no mundo todo, mas com diversas outras composições que exaltaram o país e suas qualidades. É celebrando o samba e a obra deste que é um dos maiores compositores da história da música brasileira que chega a edição 2016 do Arte nos Trilhos, com o tema Ary! Isto Aqui, O Que É? e a participação do grupo Os Remanescentes, de São Leopoldo. Serão seis apresentações nas estações da Trensurb ao longo do mês de dezembro, uma em cada município atendido pelo metrô – a primeira delas, no Dia Nacional do Samba, 2 de dezembro, na Estação Mercado.
 
100 anos de samba
 
2016 pode ser considerado o ano do centenário do samba, ritmo musical tipicamente brasileiro que Ary Barroso ajudou a popularizar. Sua “certidão de nascimento”, por assim dizer, é uma partitura manuscrita para piano, assinada por Pixinguinha, de Pelo telefone. Esse samba carnavalesco de Ernesto Joaquim Maria dos Santos, mais conhecido como Donga, foi grande sucesso no carnaval de 1917. Mas foi em 6 de novembro de 1916 que Donga entregou uma petição de registro de sua canção no Departamento de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional, efetuado pela instituição 11 dias depois.
 
O Arte nos Trilhos 2016 também comemora, portanto, os 100 anos do samba, bem como a data escolhida para a celebração desse ritmo musical. Segundo a lenda popular, o Dia do Samba seria comemorado em 2 de dezembro justamente em homenagem a Ary Barroso. Nesse dia, em 1940, o compositor teria visitado Salvador pela primeira vez. Muitos anos depois, o vereador soteropolitano Luís Monteiro da Costa propôs, então, a definição da data comemorativa. Com o passar do tempo, as celebrações do Dia do Samba acabaram espalhando-se por todo o país.
 
Os Remanescentes
 
Os Remanescentes surgiram em 2004, quando velhos amigos com vários anos na vida musical reencontraram-se e resolveram juntar suas experiências, aprendizados e talentos. Desde então, tocam juntos, do samba ao bolero, passando por vários sucessos musicais dos anos 60. O grupo é formado por Brito (violão e vocal), Roberto (afoxê e vocal), Betinho (pandeiro e vocal), Camurça (cavaco e vocal) e Jorge (surdo e vocal).
 
“É motivo de prazer e satisfação fazermos parte novamente do projeto Arte nos Trilhos. Estamos muito felizes”, afirma o músico Betinho. “É gratificante a participação, pois é uma oportunidade de divulgar, preservar e enaltecer o samba”, completa. Os Remanescentes já se apresentaram nas estações da Trensurb nas edições 2011 e 2015 do Arte nos Trilhos – que tiveram como temas, respectivamente, o Ano Internacional dos Afrodescendentes e a música brasileira. Também tocaram no metrô em comemoração ao Dia Nacional do Samba, em 2010 e 2012. Sobre a reação do público nas outras ocasiões em que estiveram nas estações, Betinho afirma: “É surpreendente. O público é muito receptivo. Eles tiram fotos. Filmam. Cantam. Aplaudem. Ensaiam uns passinhos para quebrar a rotina ao final de mais uma jornada árdua de trabalho”. E as expectativas para o Arte nos Trilhos 2016 são as melhores possíveis: “Que atinja a todos os usuários, de maneira que tenhamos transmitido momentos de descontração e alegria”.
 
Ary Barroso
 
“Foi o compositor mais representativo da era do rádio e o maior nome do samba-exaltação”, afirma o músico Betinho, d’Os Remanescentes, sobre Ary Barroso, grande homenageado do Arte nos Trilhos 2016. O tema da edição deste ano faz referência a outro de seus sucessos que exaltavam os valores autenticamente nacionais. Em Isto aqui o que é?, Ary fala do “remelexo” da “Morena boa/Que me faz penar/Põe a sandália de prata/E vem pro samba, sambar”. E fala também “Desse Brasil que canta e é feliz/Feliz, feliz/É, também, um pouco de uma raça/Que não tem medo de fumaça, ai, ai/E não se entrega, não”.
 
Sua obra conquistou o Brasil e o mundo, com gravações de grandes artistas, como Francisco Alves – intérprete original de Aquarela do Brasil –, Carmen Miranda e Frank Sinatra, e presença em produções do cinema nacional e hollywoodiano. Ary Barroso destacou-se também como locutor esportivo e apresentador de rádio e TV. Na música, além de inaugurar o samba-exaltação, compôs também canções passionais de sucesso como Morena boca de ouro e Pra machucar meu coração.
 
Nascido no dia 7 de novembro, em Ubá, Minas Gerais, Ary perdeu os pais aos oito anos e foi criado pela avó materna. Aos 12, começou a trabalhar no cinema da cidade natal como pianista auxiliar. Após receber uma herança, aos 17 anos, mudou-se para o Rio de Janeiro para estudar Direito. Formou-se somente em 1929, porém nunca exerceu a profissão. Costumava tocar piano em cinemas e cabarés para se sustentar. Nos anos 30, consolidou sua carreira como compositor. Morreu em 9 de fevereiro de 1964, durante o carnaval, horas antes da escola Império Serrano desfilar com um samba-enredo em sua homenagem.
 
O projeto
 
Com patrocínio da Caixa Econômica Federal, o Arte nos Trilhos leva cultura e entretenimento aos usuários da Trensurb anualmente desde 2008 – com edições, também, entre 2000 e 2003. Sempre nos últimos meses do ano, diversos artistas apresentam-se nas estações, dando um tom diferenciado à rotina do metrô gaúcho. A produção é de Bonella Produções Projetos Culturais. 
 
Já participaram do projeto, nomes importantes da cultura gaúcha, como o cantor e compositor Bebeto Alves, o Grupo de Teatro Oigalê, a Orquestra de Flautas, Instituto Brasilidades, Gaspo Harmônica, Família Sarará, Karine Cunha, Karen Volkmann & Federico Trindade, Urbanus In Natura, Marcus Bentto, Canta Brasil, Zamba Ben, Brilho da Lata, grupo Teatro Ideia Ação, Companhia Atmosfera, entre muitos outros.
 
Serviço
 
Arte nos Trilhos 2016 - Ary! Isto Aqui, O Que É?
 
Apresentações do grupo Os Remanescentes, sempre às 18h nos dias:
 
02/12 - Estação Mercado
06/12 - Estação Mathias Velho
09/12 - Estação Esteio
13/12 - Estação Sapucaia
16/12 - Estação São Leopoldo
20/12 - Estação Novo Hamburgo
 
Foto: Lucas Quadros/Arquivo Trensurb
Artes: Pablo Aguiar

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
12345de 542paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap=4799&sitemapPage=2

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000