Foto: Prefeitura de Sapiranga

A caminho de Sapiranga

Foto: Prefeitura de Sapiranga

Foto: Prefeitura de Sapiranga

A Trensurb está trabalhando para chegar até a “cidade das rosas”. Semana que vem, no dia 17, a empresa participará de uma audiência pública em Sapiranga para tratar dos estudos para a expansão do metrô até lá.

A região fazia parte do quinto distrito de São Leopoldo. A colonização pelos imigrantes alemães iniciou com a chegada dos mesmos no Vale dos Sinos, em 1824. A cidade é conhecida por ter a rosa como um de seus símbolos.

Em novembro, a Festa das Rosas mobiliza a cidade em um evento realizado no Parque do Imigrante. Outro atrativo é o Morro Ferrabraz, bastante procurado pelos aventureiros que se dispõem a cruzar os céus em uma asa delta.

Foto: Prefeitura de Sapiranga

Foto: Prefeitura de Sapiranga

*Curiosidade:

Uma curiosidade sobre Sapiranga é que existem mais de 40 mil bicicletas em circulação, mais da metade da população da cidade (74.985 habitantes, segundo o Censo 2010).

O estudo de viabilidade da expansão até Sapiranga está sendo executado pela empresa Oficina Engenheiros Consultores Associados e deve ser concluído em até oito meses. É a partir desse estudo que serão determinadas as características de uma possível linha, incluindo seu traçado e a possibilidade de utilização de outras tecnologias diferentes do metrô, como o VLT ou o Aeromovel.

Foto: Arquivo Trensurb

De Porto Alegre à Sapiranga de trem: uma realidade próxima

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

A Trensurb, mais do que conectar cidades através do trem, conecta muitas pessoas com suas viagens diárias. Neste ano, muitos projetos que visam ampliar estas conexões estão saindo do papel: o Aeromovel facilita o acesso de quem tem o Aeroporto como destino, e a ampliação das estações até o centro de Novo Hamburgo. E este é só o começo!

Semana passada, a Assembleia Legislativa criou uma Frente Parlamentar em favor da extensão da Trensurb até as cidades de Taquara e Sapiranga. O objetivo dos deputados é trabalhar junto à Trensurb e com prefeitos, vereadores e representantes das comunidades para que o projeto saia do papel e ganhe forma.

Nos próximos dias será assinado o acordo para realizar o estudo de viabilidade técnica para ampliar a Linha 1 do metrô até Sapiranga. A empresa responsável irá analisar itens como acessibilidade, equilíbrio entre mobilidade e proteção ambiental, circulação e trânsito, demanda de transporte e revitalização econômica das áreas atingidas, dentre outros.

Isto significa que, em breve, novas conexões irão surgir, não só no trem, mas também na vida de todos os usuários.