Entrevista: Antonio Villeroy, músico que abriu o Arte nos Trilhos 2015

Ao longo desta semana, a Trensurb promove apresentações musicais na Estação Mercado, sempre às 17h, como parte do Arte nos Trilhos 2015. O cantor e compositor Antonio Villeroy abriu a edição deste ano, acompanhado do baterista Marquinhos Fê, apresentando canções de seu sétimo e mais recente álbum, Samboleria (vencedor do Prêmio Açorianos de Música 2015 como melhor disco), além de obras famosas na voz de outros artistas como Ana Carolina. Em 35 anos de carreira, Villeroy fez seu primeiro show em uma estação de trem. Confira nossa entrevista com o artista.

O que tu achas de te apresentar em um lugar público?

Estou completando, neste ano, 35 anos de carteira da Ordem dos Músicos, então, fiz muita coisa na minha vida. Só não me lembro de ter tocado assim, no metrô, com a plateia em movimento. Observei muito isso, principalmente no exterior, como Europa e Estados Unidos, mas não é um projeto, né, é só um cara tocando e passando um chapeuzinho. Aqui em Porto Alegre, no início da carreira, lembro que me apresentei na frente do Chalé da Praça XV, foi bem legal. Aqui, especificamente no trem, é diferente, pois as pessoas não estão aqui para te ver tocar, elas estão indo para casa e, na maioria das vezes, grande parte delas nem imagina quem eu sou.

Acha que esse projeto ajuda a levar música para mais pessoas?

É interessante, mas depende muito do grau de atenção das pessoas, porque, às vezes, elas olham, mas isso não significa que elas vão se ater ao que está acontecendo. Para, ouve uma música e sai, e isso promove uma rotatividade de público.

Leia mais →

Foto: Arquivo Trensurb

O Natal chegou mais cedo na Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

 

Entre uma viagem e outra de trem você já deve ter pensado em algum momento no Natal. Principalmente nas compras, nos presentes, na ceia… Mas já parou para aproveitar as coisas boas que a data pode proporcionar, como um momento de lazer ao ouvir uma apresentação musical ou uma peça de teatro?

 

Para trazer um pouco da magia do Natal aos usuários, prefeituras e comunidades dos municípios de CanoasEsteioSão Leopoldo e Novo Hamburgo, com o apoio da Trensurb, organizaram diversas iniciativas culturais que irão acontecer nos trens e nas estações. São espetáculos de dança, música e teatro. Confira a nossa programação, faça uma pausa antes de ir para casa e aprecie:

– 10/12

17h30 – Folia dos Reis – Estação Mathias Velho.

19h – Estação da Música, com apresentação do Coral Amigos da Câmara, iniciando na Estação Santo Afonso, com deslocamento de trem até a Estação Rio dos Sinos.

– 11/12

17h30 – Folia dos Reis – Estação Canoas/LaSalle

– 12/12

20h30 – Esteio em Canto – Estação Esteio

– 13/12

19h30 – Apresentação de teclado de Rejane Rothemann – Estação São Leopoldo

20h30 – Coral e orquestra da escola Liberato – Estação São Leopoldo

– 14/12

10h30 – Estação da Música, com apresentação do Coral Amigos da Câmara, iniciando na Estação Santo Afonso, com deslocamento de trem até a Estação Rio dos Sinos.

 

Dançarinos do espetáculo “Passagem” se apresentam na Estação Mathias Velho.

Canoas 4 Estações: cultura e arte na Trensurb

Legenda: Jorginho do Trompete se apresentando na Estação Fátima. Crédito: SECOM-Canoas

Jorginho do Trompete se apresentando na Estação Fátima.
Crédito: SECOM-Canoas

Durante o mês de outubro segue acontecendo o Projeto Canoas 4 Estações – Arte e Cultura no Trem. Todas as quintas-feiras, uma das estações da Trensurb em Canoas recebe artistas, cantores e dançarinos com o objetivo de democratizar a arte em um ambiente com um grande fluxo de pessoas.

Até o momento já passaram pelo projeto os bailarinos do espetáculo “Passagem”, Jorginho do Trompete e a cantora Lindsayiara. Nesta quinta-feira (24), o grupo Art e Dança se apresenta na Estação Canoas/La Salle, e no dia 31 é a vez do duo de Hip-Hop Dance Lucas Tossi e Renan Fontoura, na mesma estação.

Dançarinos do espetáculo “Passagem” se apresentam na Estação Mathias Velho.

Dançarinos do espetáculo “Passagem” se apresentam na Estação Mathias Velho.

Os shows acontecem a partir das 17h30. Portanto, se você estiver circulando pela estação perto do horário, aproveite e prestigie a apresentação dos artistas!

canoas2

Dos trilhos para a cultura

Legenda: Fundação Cultural de Canoas, antiga estação de trem. Crédito da foto: Sunriser

Legenda: Fundação Cultural de Canoas, antiga estação de trem. Crédito da foto: Sunriser

Perto da Estação Canoas/La Salle está localizada a Fundação Cultural de Canoas, um centro cultural que realiza atividades nas áreas de Literatura, Artes Plásticas, Teatro, Folclore, música e dança.

Pouca gente sabe, mas ali, onde hoje acontecem exposições e aulas, já passou muita gente que tinha como destino outras cidades. Isso porque o prédio foi, em 1874, uma das estações de trem da The Porto Alegre and New Hamburg Brazilian Railway – a primeira linha férrea do Estado.

O prédio foi construído nas terras da antiga Fazenda Gravataí. Alguns trabalhadores aproveitavam as árvores derrubadas durante as obras para produzir canoas, resultando também no nome da vila que se formara: Capão das Canoas.

A estação resistiu ao tempo e manteve-se em operação até os anos 70, quando foi desativada e utilizada apenas para embarque e desembarque de passageiros da antiga linha, que se manteve operante até 1982. No ano seguinte, a Trensurb recuperou a antiga sede, que hoje abriga cultura em seu interior. O prédio foi tombado pelo município em 14 de abril de 2010.

A Fundação Cultural fica em funcionamento de segunda a sábado, das 9h às 18h, na Av. Victor Barreto, 2301. A entrada é gratuita.

A história da estação foi uma dica do querido Luciano Streilaiev. E você? Conhece histórias semelhantes a esta? Conta pra gente!