Sorriso constante

Antonio Remi de Oliveira Rodrigues ou apenas Remi, como é conhecido, tem 60 anos, nasceu em Cacequi, interior do estado, e mora em Sapucaia do Sul. É agente metroviário de estações na Trensurb, onde trabalha há mais de 32 anos. Sua história na empresa começava em 1984, quando atuou como segurança nas obras de implantação do sistema metroviário, cuidando do maquinário de construção das estações. E em 14 de fevereiro de 1985, entrava de vez para a equipe da Trensurb.

Começou como artífice de linha no Setor de Via Permanente, onde permaneceu até 2000 – com um hiato entre 1990 e 1999, quando esteve fora da empresa. Em setembro de 2000, passou a fazer parte do Setor de Operações, como agente de estações, na Estação Sapucaia. Após a inauguração das estações em Novo Hamburgo, Remi passou a atuar na Estação Industrial/Tintas Killing, onde trabalha na maioria dos dias. Estava destinado a passar uma vida toda próximo aos trilhos, conforme ele conta: “Sou filho de ferroviário, nasci em cima da linha, no interior de Cacequi, e hoje sou metroviário aqui na Trensurb. Nasci e vivi em cima dos trilhos”.

Leia mais →

O trabalho dos metroviários na visão dos usuários

1º de maio é o Dia do Trabalhador, um dia de luta, de reflexão e de celebração da importância do trabalho de cada um. Em uma atividade comemorativa ao Mês do Trabalhador, a Trensurb convidou usuários do metrô – também trabalhadores – para conhecer a sede da empresa e um pouco do trabalho desenvolvido pelos profissionais da Trensurb que pouco aparece para o público em geral. Esses trabalhadores, usuários do trem, também nos falaram sobre aquilo que pensam dos resultados do trabalho prestado pelos metroviários e do atendimento à população realizado pelos trabalhadores da Trensurb.

Leia mais →

Crédito da foto: aereo.jor.br

Base Aerea de Canoas – 69 anos de operações

Crédito da foto: aereo.jor.br

Crédito da foto: aereo.jor.br

A Base Aérea de Canoas, que tem nos aviões um dos símbolos da cidade, completou 69 anos em agosto.

Ano que vem, durante a Copa do Mundo, a Base Aérea estará pronta para receber os voos de seleções e autoridades que virão para o evento. Para isso, ela está passando por uma obra de ampliação do pátio de manobras de aeronaves.

Para quem quiser conhecer a Base Aérea de Canoas, ela é aberta ao público todo dia 12 de outubro, com direito a voo de exibição das aeronaves. Para quem interessar, a Estação Fátima, da Trensurb, deixa você bem perto de lá, na Rua Augusto Severo, 1700.

Com seis unidades sediadas, a Base Aérea, também conhecida como BACO, é considerada uma das bases mais operacionais da Força Aérea Brasileira, tanto pelo trabalho realizado, quanto pelo profissionalismo do seu efetivo.

Apesar de a data marcar seus quase 70 anos de existência, a história da BACO é mais antiga. Em 1937 foi quando surgiu na região o 3º Regimento de Aviação. A consolidação como Base Aérea de Canoas aconteceu após a II Guerra Mundial.

MMM cartaz campanha permanente (1)

Trensurb realiza ação pelo fim da violência contra as mulheres

MMM cartaz campanha permanente

Seis em cada dez brasileiros conhecem alguma mulher que foi vítima de violência doméstica. Os dados da pesquisa realizada pelo Instituto Avon refletem uma triste realidade de muitas mulheres no Brasil. Hoje, dia 7 de agosto, a Lei Maria da Penha completa sete anos. Durante o dia, a Trensurb, através do grupo Mulheres Metroviárias em Movimento (MMM), realiza a primeira ação da Campanha Permanente Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres, com distribuição de folders sobre o tema na Estação Mercado até às 17h.

Pela manhã, a cerimônia de início da ação contou com a presença de diversas coordenadorias, secretarias e centros de referência voltados ao tema. A campanha terá continuidade com divulgações periódicas em estações e eventos dentro e fora da empresa, como a Expointer e a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho.

  •       Metroviárias unidas pela causa

O grupo Mulheres Metroviárias em Movimento tem como objetivo discutir, pesquisar e expandir, na Trensurb, a promoção da igualdade de gênero e étnico-racial, além de trabalhar na defesa dos direitos, da saúde e da prevenção e combate a todas as formas de violência contra as mulheres.