cartoes-postais

Os cartões postais da Estação Mercado

cartoes-postais

Antigamente os cartões-postais eram a forma de mandar notícias para as pessoas quando você estava de férias em algum lugar do mundo. Com a evolução da tecnologia e da internet, o cartão postal deixou sua utilidade para trás, virando uma lembrança dos velhos hábitos, guardado como um registro de um lugar por onde você passou.

Quem passa pela Estação Mercado encontra uma exposição com vários cartões-postais na Galeria Mario Quintana. Foram dispostos 18 pares de cartões, customizados com registros de outras exposições realizadas na Trensurb, trazendo detalhes sobre elas.

No fim, estes cartões cumprem seu propósito, fazendo com que a gente se conecte com a arte.

painel 1

A história do Rio Grande do Sul contada na frente da Estação Mercado

mural estação mercado 1Quando a Trensurb completou um ano de operações, o artista plástico Clébio Sória deixou como presente na Estação Mercado um dos maiores murais artísticos da cidade. Localizados na Avenida Mauá, os 17 painéis somam 450m² de uma obra que retrata a história e o folclore do Rio Grande do Sul.

Os painéis que Sória pintou entre março e setembro de 1986 trazem registros históricos como os índios Charruas, primeiros moradores do Estado, o mártir missioneiro Sepé Tiaraju, a travessia do navio com rodas de Garibaldi durante a Revolução Farroupilha, o confronto entre chimangos e maragatos, a lenda do Negrinho do Pastoreio, e muitas outras figuras folclóricas e históricas.

historia rs

Durante o período em que trabalhava na criação dos painéis, Clébio Sória teve que enfrentar diversas adversidades, como calor, frio, chuva e poluição, que dificultam a criação de uma obra a céu aberto. Mesmo assim, ele dizia que “ter o trabalho visto pelo povo é a melhor compensação que um artista tem, independente do ganho”. Sória faleceu em 1989, e hoje outros dos seus trabalhos podem ser vistos em São Leopoldo, na Unisinos, nas sedes do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) e da Companhia União de Seguros Gerais.

201101141517370.atividades_culturais_mural_clebio_soria_1

 

estação mercado anos 80

Inauguração da Estação Mercado

estação mercado anos 80

O tempo passou, a paisagem mudou e os trens continuam a circular tendo a Estação Mercado como sua origem ou destino. No início, os serviços da Trensurb iam até a cidade de Sapucaia do Sul.

Dos anos 80 para cá foram adicionadas novas estações e os trens agora vão até Novo Hamburgo. Aguarde pelas mudanças que ainda estão por vir!

trem 2

imagem texto 1

O cotidiano e as relações humanas em exposição na Estação Mercado

valerio ayres

Foto: Valério Ayres

Até o dia 2 de setembro, os usuários da Trensurb que passarem pela Estação Mercado terão a oportunidade de apreciar o trabalho do fotojornalista Valério Ayres. A exposição, intitulada “imagemtexto: pessoas, fé e lugares“, ressalta as imagens captadas pela lente de Ayres em seus mais de 30 anos atrás das câmeras registrando o cotidiano, as relações humanas e os lugares por onde passou. As fotos estão expostas na Galeria Mário Quintana, no túnel de acesso às plataformas de embarque e desembarque da estação.

201307081611310.Foto por Luiz Soares 005

Foto: Luiz Soares

  • Saiba mais sobre o jornalista:

Valério Ayres é gaúcho de Pelotas e transitou por diversas editorias em jornais ao longo de sua carreira. Começou em 1976, entrando na TV Tuiti de Pelotas, hoje RBS TV. Passou pela Zero Hora, Correio do Povo, Folha da Tarde, Folha da Manhã, O Globo, Jornal de Brasília, Correio da Paraíba, O Norte e em outros veículos de comunicação do país. Atualmente Ayres mora em Brasília e atua no Correio Braziliense coordenando o setor de fotografia do periódico.

Além de sua experiência, destacam-se  as diversas coberturas especiais no Brasil, na América do Sul, África e Europa, como a Copa do Mundo de 1990, um Mundial de Fórmula I, Copa América e duas visitas do Papa, entre outros eventos.