Foto: Arquivo Trensurb

Estação Canoas mais colorida

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Se você circulou pela Estação Mercado no mês passado, pôde observar na Galeria Mario Quintana a exposição “Vida Paralela”, que reunia imagens de grafites feitos em muros e trabalhos em papel do artista plástico Amaro Abreu. Agora ele empresta sua arte para levar mais cor e vida para a Estação Canoas/LaSalle.

A intervenção fez parte do 1º Canoas Multicultural, realização da prefeitura municipal que coordenou atividades em diversos pontos da cidade. Além de Amaro, outros oito artistas de rua foram convidados a fazer seus traços no muro da Estação. “Cada um traz sua cultura e com isso temos uma grande diversidade artística nesse trabalho”, destaca o artista. Ele ainda ressalta que os desenhos ajudam a descontrair a rotina de quem passa pela Avenida Victor Barreto.

Nós já falamos do Amaro Abreu e da exposição Vida Paralela. Clique aqui para ler.

 

Uma família por trás do milk-shake

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Não há quem resista a um milk-shake geladinho feito na hora. Não importa se é inverno ou verão, primavera ou outono: muita gente abre um sorriso no rosto só de pensar em tomar um.

 

Sorriso no rosto é o que as pessoas encontram quando vão ao quiosque do Bobs, na Estação Mercado, e são atendidos pela Jaqueline Gomes de Azevedo, de 21 anos. Há pouco mais de um ano ela trocou o ambiente da praça de alimentação do shopping pela movimentação da estação de trem.  “Se você perguntar pro cliente que passa por aqui se tem cinco centavos pra facilitar o troco, ele procura nos bolsos, abre a carteira para ajudar. No shopping eles te dão nota de R$ 50 ou de R$ 100 e mal te respondem. O pessoal aqui é muito mais simpático, alegre”, conta.

Até agosto do ano passado, Jaqueline pegava o trem quase todo dia para trabalhar em Canoas, Na época, uma troca de horários de trabalho fez com que ela segurasse os estudos para privilegiar o trabalho. Com a mudança para a Estação, ela pretende agora concluir o Ensino Médio e já planeja até uma faculdade: “Quero me formar em Direito. Sei que pra ser juíza precisa estudar bastante. Mas ainda estou indecisa. Tem muitos cursos que a gente nem faz ideia que existam e que podem ser uma opção também. Não fiz o teste vocacional ainda, mas pretendo fazer”.

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Jaqueline fala que trabalhar no trem rende boas amizades. “Conheço o tio (da tabacaria), o pessoal da Gol, os funcionários do trem, a gente conversa bastante e sempre dá uma ajuda quando precisa. Aqui com o pessoal do Bobs a gente é quase uma família. Nós convivemos uns com os outros oito horas por dia. Tem gente que vem do colégio para cá, ou que sai daqui direto pra aula, então acaba passando mais tempo com a gente do que com os próprios parentes”, conta a atendente, antes de encerrar a entrevista e pedir uma foto com os seus colegas de trabalho, tão animados quanto ela.

Agora você já sabe: Se passar pela Estação Mercado, vai lá dar um oi para a Jaqueline!

 

Foto: Arquivo Trensurb

Vida Paralela – Nova exposição na Galeria Mario Quintana

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Entre os diversos detalhes da vida que não são percebidos, estão os que ainda não foram provados pela ciência. Mas nem por isso, o artista plástico Amaro Abreu, de 24 anos, deixou de exprimir suas percepções, que resultaram na exposição “Vida Paralela”, que pode ser conferida na Galeria Mario Quintana da Trensurb.

Ao passar pelo túnel de acesso às plataformas de embarque da Estação Mercado, em Porto Alegre, os usuários da Trensurb poderão conferir os traços em grafite do artista, bem como trabalhos feitos em papel, com aquarela e nanquim.

De acordo com Amaro, “trata-se de um mundo harmônico, onde plantas orgânicas são irmãs de criaturas com cabeças em forma de círculos perfeitos e monstros de olhar manso, um universo paralelo, quem sabe abrigado dentro de cada um e camuflado pela presa nossa de cada dia”.

Os interessados podem apreciar a exposição, mediante o pagamento da passagem unitária do metrô, no valor de R$1,70, já que a Galeria fica no espaço interno da estação. A bela exposição ficará disponível até o final do mês de outubro.

As caras da literatura e a arte do operador

jorgeamado

A caricatura é a arte de desenhar um personagem da vida real, mas exagerando em seus principais traços físicos de forma humorística. Arte esta que o operador de trens Jorge Dutra domina muito bem, e que hoje é reconhecida na exposição Caras da Literatura, que acontece no espaço da Biblioteca Livros sobre Trilhos (hiperlink ao post do Facebook), na Estação Mercado.

Até o dia 30 de setembro, os usuários terão a oportunidade de ver 16 caricaturas de autores famosos da literatura clássica e contemporânea, de Jorge Amado à J.K. Rowling, além de Luis Fernando Verissimo, Mario Quintana, Machado de Assis, Agatha Christie, entre outros.

A história de Dutra com a técnica do traço começou há 20 anos quando o operador de trens formou-se em um curso de desenho, mas o trabalho no comércio o impediu de colocar o aprendizado em prática. Utilizando os intervalos para desenhar e fazer caricaturas dos colegas de trabalho, ele voltou a rabiscar em 2003, quando entrou para a Trensurb. Em 2008, Dutra passou a se dedicar em fazer desenhos de personalidades nacionais e internacionais.

cartoes-postais

Os cartões postais da Estação Mercado

cartoes-postais

Antigamente os cartões-postais eram a forma de mandar notícias para as pessoas quando você estava de férias em algum lugar do mundo. Com a evolução da tecnologia e da internet, o cartão postal deixou sua utilidade para trás, virando uma lembrança dos velhos hábitos, guardado como um registro de um lugar por onde você passou.

Quem passa pela Estação Mercado encontra uma exposição com vários cartões-postais na Galeria Mario Quintana. Foram dispostos 18 pares de cartões, customizados com registros de outras exposições realizadas na Trensurb, trazendo detalhes sobre elas.

No fim, estes cartões cumprem seu propósito, fazendo com que a gente se conecte com a arte.