Mãe, metroviária e mestranda

Kelen dos Santos Jaboinski Valério tem 29 anos, é natural de Porto Alegre e mora há três anos em Canoas. Graduada em filosofia pela UFRGS, tem pós-graduação em psicopedagogia pela Unilasalle e atualmente cursa mestrado em filosofia para crianças, pela Universidade dos Açores, em Portugal. No final deste ano, irá defender sua tese em Portugal. Em 2012, Kelen prestou o concurso público da Trensurb, para a função de agente metroviária. Em agosto de 2013, ela foi convocada e, desde então, desempenha a função para a qual foi selecionada, atendendo os usuários do metrô.

Foi no primeiro ano de empresa que, trabalhando na Estação Canoas, conheceu seu marido, Júlio Valério, que também atuava no local. Casados há quatro anos, eles adotaram três filhos de quatro patas, os cães Chico, Bruce e Thobias. Mais tarde, pra completar a família, veio o bebê Pietro, que completou um ano em abril. “Ao descobrir que estava grávida do Pietro, fiquei muito contente e, ao mesmo tempo, preocupada. O que me aliviou bastante foi o amparo que recebi dentro e fora da empresa”, relata Kelen. Ela e o marido estavam trabalhando juntos na Estação Niterói antes do nascimento do filho. Hoje, atuam em turnos diferentes para melhor adaptar suas rotinas às necessidades do bebê.

Leia mais →

A convivência na diferença

Convivência – palavra essencial para um sistema de transporte por onde passam quase 200 mil usuários por dia. Em meio a toda essa gente, existem pessoas dos mais variados tipos, de todas as caras, cores, gostos e jeitos. Diferença requer tolerância e respeito, que se consegue através da empatia gerada, adivinhe só, pela convivência. “Não é só importante para eles saírem. É importante para outras pessoas conviverem com eles. Entenderem que têm medos, que às vezes podem gritar. Os dois lados ganham e aprendem”, afirma a educadora social Teresinha Oliveira, referindo-se a seus alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Sapucaia do Sul. Dentre os variados tipos de pessoas, existem aquelas que se enquadram nos objetivos da organização social. A APAE caracteriza-se por promover a atenção integral à pessoa com deficiência intelectual e múltipla. A associação presta serviços de educação, desenvolvimento social e atendimento clínico.

Leia mais →

Etiqueta Urbana: sétima etapa da campanha

Os usuários do metrô que acessaram a Estação Mercado na tarde da última quarta-feira (21) logo escutaram o som de música gauchesca e depararam-se com o Zurbinho, mascote da Trensurb, e Alípio Tchutchukinho, personagem interpretado pelo ator Maikinho Pereira. Era o lançamento da sétima etapa da campanha de Etiqueta Urbana, que divulga dicas de boa convivência no metrô desde 2011. Na ocasião, no saguão da estação, foi exibido um novo videoclipe educativo, com música composta por Anderson Luis e Daniel, e guias com as dicas foram distribuídos.

“Buscamos dialogar com os usuários do sistema para que, com pequenos gestos, contribuam para a boa fluidez dos serviços e o bem-estar de todos que utilizam o trem. O Guia Etiqueta Urbana da Trensurb não é uma diretriz apenas para o metrô, pois suas orientações transcendem um modal ou sistema específico”, afirma o diretor-presidente da Trensurb, David Borille. Para o gerente de Comunicação Integrada da empresa, Jânio Ayres, com a campanha que já vem desde 2011, a Trensurb está “investindo numa mudança cultural, em que a gentileza se impõe como prática cidadã”.

Leia mais →

Sustentabilidade e solidariedade

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com mais de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho do Setor de Responsabilidade Socioambiental (Seram).

Quem faz? Atualmente o setor é composto por 13 membros: dois auxiliares de serviços gerais, uma técnica em administração, dois engenheiros ambientais, três assessores e cinco estagiários de níveis médio e superior.

O que faz? O setor atua de forma consultiva e normativa em relação aos impactos sociais e ambientais, diretos e indiretos, gerados pelas atividades da empresa, e desenvolve programas, projetos e ações em parceria com órgãos institucionais. As atividades ocorrem em horário comercial, porém a realização de orientações de educação ambiental e o acompanhamento de serviços como o de controle de pragas ocorrem fora do horário normal de expediente. Ações de cunho social em parceria com as prefeituras, instituições de ensino e sociedade civil são realizadas nas comunidades em dias e horários diversos incluindo fins de semana e feriados, dependendo das demandas.

Leia mais →

Foto: Arquivo Trensurb

Inscrições para o Programa Estação Educar 2014 começaram

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Você tem 15 anos e quer começar a construir seu futuro profissional agora? A Trensurb pode te dar uma força através do Programa Estação Educar 2014.

O projeto, realizado em parceria com o SENAI, vai oferecer aprendizado profissional para 40 jovens através do curso de assistente administrativo.

Os participantes devem estar matriculados na escola em cursos regulares do Ensino Médio em 2014, ter disponibilidade para cumprir a carga horária de 4h diárias no turno inverso da escola, possuir renda familiar mensal de até meio salário mínimo por pessoa, e residir em um dos municípios atendidos pelo metrô (Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo).

As inscrições para a seleção iniciaram nesta semana, através do site da Trensurb, e vão até as 11h do dia 9 de dezembro. Veja mais sobre o Programa Estação Educar 2014 acessando o site da Trensurb.

Foto: Arquivo Trensurb

Futuro Usuário mostra a Trensurb aos estudantes

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Se para algumas pessoas andar de trem é um hábito cotidiano, para outras é uma realidade distante. Como por exemplo, os 26 estudantes da Escola Marcílio Dias, de Cidreira, que mês passado conheceram a Trensurb e viajaram de trem pela primeira vez, graças ao programa Futuro Usuário.

Criado em 1984, o programa Futuro Usuário busca mostrar aos estudantes como funciona o Sistema Trensurb e a ensiná-los como utilizar da melhor forma os serviços do trem. Os estudantes de Cidreira fazem parte de um grupo de mais de 200 mil estudantes que participaram do projeto, e tiveram a oportunidade de conhecer as oficinas, o Centro de Controle Operacional, e realizaram uma viagem de trem – a primeira da vida de muitos deles.

Neste mês, foi a vez de 35 alunos da Escola Luterana São Marcos, de Alvorada, que conheceram um pouco da história, da estrutura e da operação do sistema de trens. Para a educadora responsável pela visita, Ângela Moura, “é importante que desde cedo os nossos jovens reconheçam os meios de transporte, para entender como se dá a mobilidade urbana em nossas cidades”.

Você é professor ou professora, e ficou interessado em levar a sua turma para conhecer um pouco mais sobre a Trensurb? A escola pode agendar com a gente uma visita guiada através do Setor de Responsabilidade Socioambiental por e-mail ou pelo telefone 3363-8186.