Trocam-se moedas

Carlos Emílio Romano tem 65 anos, é comerciante aposentado e tem um hobby incomum: realiza a troca de moedas entre comerciantes e empresas em Novo Hamburgo. O senhor Romano, como gosta de ser chamado, já realiza a atividade há cerca de dois anos e, entre os empregados da Trensurb, é conhecido como “o senhor das moedas”.

Leia mais →

Das salas de aula para o metrô

Simone Rodrigues, 45 anos, é natural de São Paulo e trabalha há oito anos como agente metroviária da Trensurb, na função de operação de estações, atuando principalmente na bilheteria e na assistência aos usuários. Graduada em letras pela Universidade Guarulhos, Simone conta que conheceu o marido Carlos Alberto, gaúcho, durante a faculdade. Foi ele quem propôs que viessem morar no Rio Grande do Sul.

Antes de trabalhar na Trensurb, Simone era professora em uma escola em Canoas. No entanto, ela sentia que não tinha a didática necessária para ensinar, então decidiu prestar concurso público. Como havia considerado difícil a prova para a Trensurb e estava esperando o resultado de outro concurso, não acompanhou as etapas seguintes da seleção para ingressar na empresa. Um dia, enquanto dava aula, recebeu uma mensagem de seu filho, Guilherme, dizendo que a Trensurb havia entrado em contato e solicitava que ela comparecesse à sede administrativa para dar início ao processo de admissão. Simone conta que duvidou inicialmente, pois o filho é muito brincalhão. Resolveu tirar a dúvida quando chegou à Estação Niterói, onde costumava embarcar, e perguntou a um agente metroviário se sabia se a empresa estava convocando os classificados do último concurso. Diante da resposta positiva, acabou dando início à sua história na Trensurb.

Leia mais →

simPA

Tchau bilhete, olá cartão SIM

SIM Passagem Antecipada - Foto Marco Pecker (15)

Aos poucos, o bilhete laranja da Trensurb está indo para o mesmo lugar das fichas telefônicas, fichas de ônibus, fitas K7 e outros objetos que se tornaram obsoletos por causa do avanço tecnológico. Os usuários já estão sendo apresentados ao cartão SIM, que garante mais segurança, mais agilidade e mais praticidade para quem precisa pegar o trem.

– Cartão SIM Unitário
É o cartão equivalente ao passe único nas estações. Custa R$ 1,70 e dá direito a uma passagem ao usuário. É indicado para quem pega o trem de vez em quando. Comprando na bilheteria hoje, você tem até o fim do dia seguinte para utilizá-lo. Após este período, você pode devolvê-lo na bilheteria e receber R$ 1 na troca, ou carregá-lo para utilização por R$ 0,70.

– Cartão SIM Passagem Antecipada
Se você é um daqueles usuários que comprava vários bilhetes de uma vez, para poder pegar o trem todo dia sem precisar ficar na fila da passagem, o cartão SIM Passagem Antecipada é o ideal para você! Com ele você pode fazer a mesma coisa: comprar mais de uma passagem para utilizar no tempo que quiser.

São muitas as vantagens do cartão SIM Passagem Antecipada: você não precisa enfrentar filas na bilheteria, embarca com maior facilidade e não fica com bilhetes perdidos em bolsos, mochilas e carteiras. Em caso de perda ou roubo do seu cartão, você pode bloqueá-lo e recuperar os créditos ao fazer um cartão novo.

E mais: você também pode utilizar este cartão SIM para circular nos ônibus integrados de Porto Alegre – todas as linhas urbanas – e de Canoas – linhas metropolitanas operadas pela Vicasa – com direito ao desconto de integração. Você pode fazer o seu cartão de graça nos quiosques nas estações Mercado, Canoas/La Salle, Esteio, Sapucaia e Santo Afonso (das 10h às 20h).

Tá esperando o quê para fazer o seu cartão SIM? :)