Entrevista: Karine Rico traz o circo para o cotidiano

Nos dias 30 e 31 de agosto, a intervenção circense Dias de Chuva, da artista Karine Rico, invadiu as estações Mercado, São Leopoldo e Canoas, da Trensurb. A ação teve duração de aproximadamente 15 minutos, durante os quais a artista buscou apresentar as diferentes reações e sensações provocadas pela chuva por meio de uma cena que utilizou malabarismo aliado a projeções e trilha sonora. O projeto é realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Rio Grande do Sul.

Leia a seguir nossa entrevista com Karine, que falou sobre sua carreira como artista circense e a concepção da intervenção Dias de Chuva.

Leia mais →

Incendeia tua Aldeia: poesia e artes visuais (+ música)

Está em cartaz no Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos, na Estação Mercado, a exposição coletiva Incendeia tua Aldeia. Ela traz versos do poeta e músico hamburguense Nenung, acompanhados de ilustrações das artistas visuais Adauany Zimovski, Chana de Moura, Louise Kanefuku, Marília Bianchini e Lilian Maus, que ampliam a leitura da poesia reflexiva. A exposição faz parte de um projeto multimídia, viabilizado através de financiamento colaborativo, que inclui um livro e um disco, integrando poesia, música e arte gráfica.

Leia mais →

Entrevista: a arte urbana e os pixels de Nelson Sura

A exposição permanente Pixels Mercado, do artista Nelson Sura, foi inaugurada em março, nos túneis de acesso à Estação Mercado. A obra tem inspiração na azulejaria portuguesa, trazendo uma versão contemporânea que busca despertar atenção positiva para o paisagismo urbano.

Confira a entrevista que fizemos com Sura sobre sua arte e a obra exposta nas dependências do metrô.

Leia mais →

Entrevista: a busca por arte e significado nas fotografias de Marcel Estivalet

A partir deste dia 1º, a Galeria Mario Quintana, localizada na Estação Mercado da Trensurb, recebe a exposição Oh, Alegrete!, do fotógrafo Marcel Estivalet. O trabalho busca retratar, através da percepção artística de Marcel, as belezas da cidade e a cultura do pampa. Entre os registros, estão elementos marcantes da tradição gaúcha, como os cavalos, a ponte sobre o Rio Ibirapuitã, a escultura do Negrinho do Pastoreio – símbolo de atração turística de Alegrete -, a estação e o transporte ferroviários.

A exposição nasceu a partir de uma viagem do fotógrafo com seu pai a Alegrete. “Meu pai é natural de lá e eu não conhecia a cidade, mas fui com a máquina e comecei a fotografar.  Quando voltei, vi as fotos que tinha feito e assim nasceu a exposição. Lá o transporte ferroviário foi muito presente e ainda se pode ver os trilhos pelas ruas, por isso encontrei uma relação com a Trensurb e a Galeria”. Para ele, esta intervenção cultural é importante para o seu trabalho, pois é uma forma de compartilhar o próprio olhar. “Às vezes, olhamos algumas cenas que nos despertam percepções que não devem ficar só na nossa caixinha, na nossa cabeça”, afirma.

Natural de Porto Alegre, Marcel Estivalet é formado em violão clássico pela UFRGS e atua como músico e professor desde 2006. Seu contato com a fotografia iniciou há cinco anos, na tentativa de registrar seu olhar sobre determinados ambientes que conheceu. “Meu pai foi minha maior influência, pois ele sempre fotografou por hobby. Para mim, fotografar é uma atividade paralela em que procuro, nos locais por onde passo, arte e algum significado”.

Quer saber mais sobre Marcel e seu trabalho? Confira a seguir a entrevista que fizemos com ele.

Leia mais →

Entrevista: Ale Maia e Pádua e sua abordagem artística da história

Em cartaz na Galeria Mario Quintana, na Estação Mercado da Trensurb, até 30 de outubro, a exposição VIVER É LUTAR, do artista plástico Ale Maia e Pádua, destaca a pintura digital RIO 1567. A obra propõe uma abordagem artística da Revolta dos Tamoios e da França Antártica, dois episódios históricos importantes para a formação do Rio de Janeiro e do Brasil como o conhecemos.

Natural de Niterói e graduado em design pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) de Porto Alegre, Ale Maia e Pádua já assinou duas exposições que passaram pela Estação Mercado: Entre Linhas e Painéis, no Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos, em 2015, e Onde Há Dor, Há Vida, na Galeria Mario Quintana, em 2016.

Leia abaixo a entrevista que fizemos com Ale, que nos falou sobre a inspiração para a nova exposição, sua visão dos fatos históricos retratados, os desafios da pintura digital e sua trajetória como artista.

Leia mais →

Entrevista: a obra lúdica e expressiva de Marcelo Pax

Desde julho, o Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos, da Trensurb, está com as paredes mais expressivas. A exposição O Monstro Urbano, criação do artista visual Marcelo Pax, chegou ao espaço cultural localizado na plataforma de embarque da Estação Mercado como parte da programação da 5ª Semana do Rock, do Sesc Centro (Porto Alegre). A mostra pode ser visitada até 31 de agosto, das 10h às 19h – horário de funcionamento do Livros sobre Trilhos.

Leia mais →