Histórias curtas

7ª Temporada do Sexta Curta entra em cartaz

Histórias curtas

Em setembro de 2006, a Trensurb realizou a primeira edição do Sexta Curta Trensurb – Cultura, Lazer e Convivência. Este ano, o projeto que promove lazer e cultura para o público interno da Trensurb com a exibição de curtas-metragens chega à sétima edição.

O projeto já exibiu mais de 150 filmes, em sua maioria produções gaúchas, em parcerias firmadas com o Núcleo de Especiais da RBS TV, Associação Brasileira de Cinema de Animação, Casa de Cinema de Porto Alegre e produções independentes.  Mais de cinco mil pessoas já participaram do Sexta Curta como espectadores.

Durante esta semana , as exibições não acontecerão só na sexta-feira, como de costume. Haverá programação especial para o público interno durante toda a semana. Ontem, dia 23, foram exibidas na abertura diversas imagens destes anos de programação. “A responsabilidade da implantação e gestão do programa – na época, Setor de Comunicação Social -, ficou a cargo da Teka Silveira”, registrou o gerente de Comunicação, Jânio Ayres, “e foi proposital homenageá-la no filme de abertura “.

“O Sexta Curta sempre foi tratado com muito carinho pela equipe da Comunicação, tendo sempre um grande envolvimento dos estagiários em sua organização”, comenta Ayres.  “Podemos verificar isso nos detalhes: guia de programação, avisos na intranet, cartazes e, na própria ambientação do Auditório como vemos hoje, as citações de filmes em um pequeno bilhete em todas as poltronas, é mais um exemplo disso”.

Foto: Arquivo Trensurb

O cotidiano retratado nas estações

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Na parede, a sombra de um homem ao telefone. Mais adiante, o contorno da criança distraída. Na janela, traços de pessoas admirando a paisagem. Estas imagens já são bem conhecidas de quem circula diariamente pelas estações e fazem parte do projeto de intervenção urbana “Cotidiano”, do artista plástico Leandro Selister – o mesmo responsável pelo trabalho com QR Codes na Trensurb .

A iniciativa, contemplada com a bolsa-estímulo no II Prêmio Sérgio Motta em 2001, ganhou as paredes das 17 estações da Trensurb e o interior dos carros do metrô entre os dias 23 e 28 de fevereiro de 2002. Foram elaboradas 130 imagens através da adesivagem em plotter.

O objetivo da intervenção foi de provocar um diálogo com os usuários do metrô, possibilitando uma reflexão, um exercício do olhar e uma nova percepção dos locais.

As caras da literatura e a arte do operador

jorgeamado

A caricatura é a arte de desenhar um personagem da vida real, mas exagerando em seus principais traços físicos de forma humorística. Arte esta que o operador de trens Jorge Dutra domina muito bem, e que hoje é reconhecida na exposição Caras da Literatura, que acontece no espaço da Biblioteca Livros sobre Trilhos (hiperlink ao post do Facebook), na Estação Mercado.

Até o dia 30 de setembro, os usuários terão a oportunidade de ver 16 caricaturas de autores famosos da literatura clássica e contemporânea, de Jorge Amado à J.K. Rowling, além de Luis Fernando Verissimo, Mario Quintana, Machado de Assis, Agatha Christie, entre outros.

A história de Dutra com a técnica do traço começou há 20 anos quando o operador de trens formou-se em um curso de desenho, mas o trabalho no comércio o impediu de colocar o aprendizado em prática. Utilizando os intervalos para desenhar e fazer caricaturas dos colegas de trabalho, ele voltou a rabiscar em 2003, quando entrou para a Trensurb. Em 2008, Dutra passou a se dedicar em fazer desenhos de personalidades nacionais e internacionais.