Pensando sempre à frente

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com cerca de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho do Setor de Apoio (Seapo).

Quem faz? A equipe é composta por dois administradores (incluindo a chefe), uma arquivista, quatro técnicos, um assessor, três estagiárias de nível superior (duas de administração e uma de arquivologia) e uma estagiária de nível médio.

O que faz? O trabalho do Seapo consiste em dar suporte às áreas administrativas e operacionais em relação a diversos serviços. Apesar de ser apenas um setor, existem três “áreas” distintas. Uma delas consiste na gestão e fiscalização dos serviços: telefonia, correspondências, limpeza dos prédios administrativos e de manutenção, jardinagem, veículos, borracharia, abastecimento, viagens, segurança patrimonial, gestão da área de lazer e auditório. A segunda é o arquivo, que tem por competência fazer a guarda dos processos e documentos, conforme tabela de temporalidade e realizar a análise e encaminhamento para eliminação conforme normas e legislação pertinente.  A última, porém tão importante quanto as demais, é o protocolo que tem a responsabilidade de receber todos os documentos externos destinados à Trensurb e encaminhá-los às áreas competentes.

Leia mais →

Cuidando do que é importante

Roseni Kruchinski, de 52 anos, nasceu em Luziânia, cidade goiana próxima à divisa com Minas Gerais e ao Distrito Federal. Veio para o sul, no entanto, com apenas um ano de idade e se considera absolutamente gaúcha: “Vim pra cá com um ano, gosto de chimarrão, gosto de churrasco, sou daqui, me sinto muito gaúcha!”. Ela é administradora no Setor de Contabilidade e Patrimônio da Trensurb desde 2013.

Formada em administração de empresas, começou a carreira com um estágio na área. Em 2007, prestou concurso para a Trensurb e foi aprovada. Após passar pelas áreas de recursos humanos e jurídica, chegou à contabilidade, onde realiza o controle de todo o patrimônio da empresa, isto é, dos bens móveis que chegam e saem, desde cadeiras, mesas, até computadores e demais equipamentos eletrônicos. Como administradora, frequentemente precisa identificar fluxos de trabalho, adaptar-se a eles e elaborar normas de procedimentos, além de participar do inventário anual da instituição. Eleita pelos colegas pelo segundo ano consecutivo para a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), Roseni acredita na importância do papel que exerce e explica: “A função da CIPA é contribuir com a empresa na prevenção de acidentes de trabalho, através de levantamentos e inspeções nas diversas áreas, além de reuniões da comissão”.

Leia mais →

De volta à Trensurb

Luciana Pinheiro, nascida em Porto Alegre e moradora de Canoas, é técnica em administração na Trensurb desde 2014, atuando hoje na Gerência de Operações. Ela prestou concurso público em 2010 e aguardou ser convocada. Mas a história dela na empresa começou muito antes, em 1990. Foi então que ela teve sua primeira experiência profissional, aos 15 anos de idade, como estagiária, na própria Trensurb. Nesta segunda passagem, ela reencontrou diversos colegas e amigos que permaneceram na instituição.

Atualmente, Luciana lida com indicadores operacionais e atividades administrativas da gerência onde trabalha. Mas nem sempre foi assim: no período em que ficou distante da Trensurb, após o final do estágio, ela trabalhou em empresas de instalação e manutenção de ar condicionado e também como vendedora e operadora de telemarketing. Durante sete anos, morou em Minas Gerais, onde abriu uma escola de informática em parceria com seu ex-marido. Hoje, de volta à Trensurb, espera obter mais conhecimento e seguir com o trabalho que realiza.

Leia mais →

Velocidade e economia

Em janeiro de 2016, a Trensurb dava início ao funcionamento do seu Sistema Eletrônico de Informações (SEI), software criado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, com o objetivo de, não somente informatizar e agilizar o trâmite de documentos, mas também conferir maior transparência aos processos internos.

As funcionalidades incluem a criação, envio, recebimento, assinatura e consulta de processos, inclusão de documentos diversos, tudo de forma digital. Em 2015, antes da implantação do sistema, foram abertos 3.074 processos físicos. Já em 2016 foram abertos 3.196 processos de forma digital, através do SEI.

Leia mais →

Planejamento, organização e sistematização

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com cerca de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho do Setor de Planejamento (Sepla).

Quem faz? O Setor de Planejamento é composto por uma técnica em administração e dois administradores, incluindo a chefe do setor.

O que faz? A unidade está ligada à Gerência de Planejamento Corporativo (Gepla) que, por sua vez, é subordinada à Presidência da empresa. O Sepla trabalha de maneira integrada à Gepla e sua missão é atuar de forma a propiciar planejamento corporativo e análise de estratégias para diversos setores da Trensurb.

Leia mais →

Buscando a satisfação dos empregados

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com mais de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho do Setor de Pessoal (Sepes).

Quem faz? A equipe do Sepes conta com 15 empregados, incluindo administradores, contadores, técnicos em administração e em contabilidade, auxiliares de serviços, assistentes de gestão e assessores. Trabalham no setor, ainda, estagiários da área de administração de empresas.

O que faz? Administração de pessoal. A área faz gestão dos registros pessoais e financeiros da vida profissional dos empregados da Trensurb. As ações mais demandadas são aquelas que envolvem frequência do empregado – ponto, horas extras e férias.

Leia mais →