Planejando o aeromóvel do futuro

Para que os trens (e o aeromóvel) operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com mais de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho da Coordenação de Desenvolvimento de Projetos, Estudos e Pesquisas (CDP) da tecnologia aeromóvel.

Quem faz? A equipe tem três membros: dois engenheiros eletricistas, sendo um especialista em automação industrial e eficiência energética, e um engenheiro civil.

O que faz? A CDP tem como objetivo participar do planejamento e desenvolvimento operacional aplicado à tecnologia aeromóvel. Para tal, desenvolve programas de trabalho para apreciação e aprovação junto ao Centro de Desenvolvimento Operacional aplicado à Tecnologia Aeromóvel (Cedaer) e à Superintendência de Desenvolvimento e Expansão (Sudex), aos quais está subordinada. O intuito é subsidiar a implantação e consolidação da tecnologia aeromóvel no mercado.

Como faz? Para disseminar a tecnologia, desenvolve estudos técnicos de viabilidade contemplando os princípios de funcionamento do modal, como o sistema de propulsão, supervisão e controle, energia, via, estações e veículos. Também apoia planos, estudos e relatórios elaborados pelas demais coordenações do Cedaer: de Desenvolvimento Operacional (CDO) e Desenvolvimento de Manutenção (CDM). Para tal, participa dos projetos de capacitação para a operação e manutenção dos sistemas implantados da tecnologia e supervisiona os trabalhos de desempenho técnico, auxiliando na organização e atualização do arquivo geral de documentação técnica da Trensurb.

De acordo com o coordenador da CDP, Davi Vital, o lema da coordenadoria é “fazer com o que a tecnologia aeromóvel seja sempre aperfeiçoada e totalmente conhecida para os interessados em implantá-la”. Atualmente, o foco da CDP é o aeromóvel que liga a Estação Aeroporto do metrô ao Terminal 1 do Salgado Filho. “Estamos acompanhando a execução do contrato e fiscalizando suas entregas com atenção ao mapeamento dos processos de trabalho das unidades organizacionais compreendidas pelo Cedaer. Em paralelo a isso, desenvolvemos projetos que estejam ligados à tecnologia”, diz.

Recentemente, houve trabalhos junto aos setores de Planejamento e Projetos de Mobilidade Urbana (Semob) e de Projetos e Obras Civis (Sepro) na elaboração do projeto da oficina para o aeromóvel, que garantirá a infraestrutura necessária para que a equipe de manutenção realize as atividades necessárias ao bom andamento do sistema. “Temos feito estudos de consumo energético visando reduzir o impacto financeiro para a empresa e o ambiental para a sociedade. Outras atividades objetivam trazer mais segurança e conforto para os usuários”, conta Davi.

Onde fica? Localizado no pavilhão metálico do pátio administrativo da Trensurb, próximo à Estação Aeroporto do metrô.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *