Assessorando o diretor-presidente

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com cerca de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 49 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores, um órgão de auditoria interna e uma ouvidoria. Conheça o trabalho do Gabinete da Presidência (Gapre).

Quem faz? Com status de gerência, o Gabinete da Presidência conta com três empregados: o chefe de Gabinete, um administrador e uma técnica em administração. Atuando juntamente com o Gapre, há a Secretaria da Presidência, composta por uma secretária executiva e duas estagiárias, graduandas em Secretariado Executivo Trilíngue.

O que faz? O papel do Gabinete da Presidência é assessorar o diretor-presidente frente às demandas internas de trabalho advindas de todos os setores da empresa, bem como as demandas externas, principalmente do Ministério das Cidades, Ministério do Planejamento, Presidência da República, órgãos de controle e outros. O Gapre dá suporte técnico ao diretor-presidente quanto a assuntos das diferentes áreas da empresa, elabora documentos oficiais, atas e resoluções, além de assessorar as reuniões de Diretoria Executiva, Conselho de Administração e Assembleia dos Acionistas da Trensurb. Também faz a gestão dos processos físicos e eletrônicos (por meio do Sistema Eletrônico de Informações) e demais expedientes internos e externos.

A Secretaria da Presidência recebe as demandas internas e externas dos pedidos de agenda, eventos e providencia as viagens do diretor-presidente, Conselho de Administração e acionistas.

Leia mais →

Entrevista: criatividade e representatividade na arte de Amanda Jacobus

Até 31 de janeiro do próximo ano, a exposição Mulheres de Coragem, de Amanda Jacobus, fica em cartaz no Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos, na plataforma de embarque da Estação Mercado. A mostra traz ilustrações que representam seis mulheres brasileiras, personagens do folclore e da história, que inspiram por sua coragem e determinação. A autora de Mulheres de Coragem é publicitária, sócia de uma agência de comunicação que auxilia negócios de mulheres empreendedoras e também mantém um blog sobre viagens e cultura. Afirma estar “metida em todas as formas de expressão” e conta que desenha, escreve, fotografa e faz vídeos “por hobby e paixão pela arte”. Conversamos com ela sobre a exposição, sobre arte, igualdade e seu trabalho como publicitária. Confira a entrevista a seguir.

Leia mais →

Metroviário vence concurso de samba-enredo para o Carnaval 2019

Wilson Roberto Freitas da Silva, 52 anos, é natural de Porto Alegre e atua como assistente de serviços gerais da Trensurb desde 1987, em atividades de apoio administrativo. Fora da empresa, Wilson se dedica a uma grande paixão: o samba. Recentemente, o samba-enredo que ele ajudou a compor foi o grande vencedor do concurso da escola Consulado, de Florianópolis, para o Carnaval 2019. Essa é mais uma vitória de muitas na trajetória de sucesso de Wilson no samba.

Leia mais →

Conheça o slam: prática que leva poesia a ambientes não convencionais estará presente na Feira do Livro de Porto Alegre

Talvez desconhecido pela maioria, o slam é a prática de declamar poesia sem o auxílio de acompanhamento musical. Surgido em Chicago, em 1984, o movimento ganhou muitos adeptos por conseguir tirar a poesia dos livros e dos ambientes tranquilos e colocá-la nas ruas, próxima de quem quisesse ouvi-la.

O rapper e slammer (nome dado aos praticantes do slam) Vinícius Brasil é um dos diversos apaixonados pelo formato. Segundo ele, escrever poesias é sua válvula de escape. “Os sonhos são indispensáveis para seguirmos em frente, pois eles me mantêm vivo”, declara.

Leia mais →

Melhorando a confiabilidade de dispositivos dos trens

Presente nas cabines de operação de todos os 25 trens da frota original da Trensurb, o dispositivo GR2118 é responsável pelo controle e monitoramento do sistema de telecomunicação dos trens. Ele tem a função de realizar a interface com rádio, intercomunicador de cabines e sistema de avisos sonoros, sendo fundamental para a comunicação do operador com o Centro de Controle Operacional e com os usuários do metrô. O desgaste natural das peças do dispositivo podia ocasionar falhas no sistema de telecomunicação e resultar no recolhimento de trens para manutenção corretiva.

Leia mais →

Uma trajetória de amadurecimento

José Eurico Reis Pinto tem 58 anos, é natural de Porto Alegre e trabalha há 33 anos na Trensurb. Começou em 11 de março de 1985, poucos dias após o início da operação comercial do metrô, em 4 de março. Reis, como é chamado pelos colegas, ingressou como agente de estação e, a partir de 1987, passou a atuar como operador de trens. Em 2010, foi aprovado no processo seletivo interno para trabalhar no Centro de Controle Operacional (CCO) da empresa, onde atua até hoje.

Leia mais →