Olhar no futuro e busca por novas memórias

Bem mais que simplesmente secretariar o diretor de Operações da Trensurb, Tânya Wichiniesky Tatsch, de 57 anos, é uma empregada com bagagem profissional ímpar. Ela já trabalhou em grandes empresas de diversos segmentos, como Altus, Faculdades São Judas Tadeu, AGA (indústria norueguesa de gases), Hospital Moinhos de Vento e Revista Amanhã.

Tânya, formada em educação física e secretariado executivo trilíngue (português, inglês e alemão), exerce sua profissão na área administrativa há mais de 20 anos. Já no ramo do transporte público ela trabalha há dois anos e sabe que um dia que começa calmo pode se alterar a partir de uma simples ligação. Segundo ela, “na secretaria da Diretoria de Operações não existe monotonia e nem mesmo repetição de trabalho, pois o setor está sempre de prontidão para atender qualquer demanda operacional”.

Hoje, cursando mais uma graduação, Tânya visa uma ocupação pensando em uma provável aposentadoria e já está no quinto semestre de arquivologia, na UFRGS. Para ela, o trabalho, quase que investigativo, é satisfatório por conta do contato direto com histórias até então esquecidas ou ignoradas: “É uma área muito interessante, pois a tarefa de organizar, selecionar e resgatar a história e suas memórias é gratificante”.

Quando não está se dedicando ao trabalho e aos estudos, principalmente nos fins de semana, Tânya procura sair com seus amigos e familiares. Outra de suas atividades de lazer favorita é poder realizar viagens curtas, como a praias e à Serra Gaúcha, usufruindo das belezas naturais locais. Um de seus sonhos, quanto se trata de um lugar especial, é poder viver no Uruguai, mais precisamente, em Colônia de Sacramento. “Sou encantada por aquele lugar, é magnífico!”, exclama. “Tive a oportunidade de conhecer e, se pudesse, moraria lá”, afirma Tânya. “Gosto muito do campo e do litoral, mas ainda prefiro aquela região do Uruguai por conta do rio. Acho que tenho um pouco de ribeirinha”, completa aos risos.

Em relação à Trensurb, Tânya afirma que é uma empresa com ótimo clima para desenvolver o trabalho e que “foi uma grata surpresa poder ingressar no serviço público, ainda mais na operação, que possui um trabalho muito dinâmico. É onde tudo começa”. Seu fascínio pelo setor é perceptível quando fala da satisfação em atuar na Trensurb. Para ela, “há um prazer sem igual em se orgulhar do que se faz, é a melhor face do sucesso profissional”. “Me considero uma pessoa de sucesso, pois aproveito cada momento proporcionado pela vida, saborear cada conquista e compartilhar deste sentimento com outras pessoas”, diz com orgulho sobre sua vida, dentro e fora da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *