Fé e superação

Omar Slaviero tem 58 anos e é natural de Flores da Cunha. Formou-se técnico em eletrônica pela Escola Técnica Federal de Pelotas no ano de 1982. Dois anos depois, ingressou na Trensurb por meio de seleção pública.

Trabalhando no Setor de Sinalização (Sesin), ele atua diretamente com a correção de falhas nos bloqueios eletrônicos das estações. “É um sistema complexo e interessante, então não caímos na rotina de fazer sempre a mesma coisa. Cada vez tem um defeito diferente e um efeito diferente. É como um quebra-cabeça, nunca fica naquela monotonia”, afirma. Um dos pontos que considera positivos no seu dia a dia é a oportunidade de interagir com diversos colegas que atuam nas estações.

O relacionamento com os companheiros de Sesin, segundo Omar, também é bom: “O pessoal é gente boa, estamos sempre arrumando uma coisa ou outra para fazer, me dou bem com todos, fazemos o máximo possível para ajudarmos uns aos outros”. O técnico conta que, com alguma frequência, acontecem churrascos do setor, onde ele gosta de tocar gaita para animar os colegas.

Em outubro de 2015, Omar sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico. Ele foi submetido a uma cirurgia, ficou 12 dias em coma e 20 na UTI do hospital São Rafael, em Novo Hamburgo. O técnico conta que, conforme relato da esposa, Inês, devido à gravidade de seu quadro, os médicos já preparavam-na para uma despedida. Mas ela manteve a fé em sua recuperação e colocou debaixo do travesseiro do leito do marido um “santinho” do Padre Reus. Depois de resistir ao AVC, Omar ainda teve uma infecção hospitalar e hidrocefalia – acúmulo de líquido no crânio –, precisando passar por uma nova cirurgia. Apesar das dificuldades, sua recuperação foi bem-sucedida e sem qualquer sequela, devido ao trabalho dos médicos e, segundo ele, à fé de sua esposa. A previsão para voltar a trabalhar era após o período de um ano, mas depois de apenas quatro meses o técnico pôde retomar suas atividades.

Mais tarde, Omar e a esposa viajaram a Roma, na Itália, e Fátima, em Portugal, como forma de celebrar e agradecer por sua recuperação. Nessa viagem, tiveram a oportunidade de conhecer o bispo Dom Zeno Hastenteufel. Ao ouvir os relatos de sua história de fé e superação, o bispo solicitou que fossem enviados laudos médicos para inclusão no processo de beatificação de Padre Reus.

Casado há 30 anos e pai de duas filhas já adultas, Omar leva uma vida tranquila com sua esposa, cuidando dos cães que adotaram e sempre planejando viagens para suas férias. Já visitou Cancun, Lisboa, Fortaleza, Natal e Maceió. O próximo destino será Aruba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *