Entrevista: a arte urbana e os pixels de Nelson Sura

A exposição permanente Pixels Mercado, do artista Nelson Sura, foi inaugurada em março, nos túneis de acesso à Estação Mercado. A obra tem inspiração na azulejaria portuguesa, trazendo uma versão contemporânea que busca despertar atenção positiva para o paisagismo urbano.

Confira a entrevista que fizemos com Sura sobre sua arte e a obra exposta nas dependências do metrô.

Fale-nos um pouco da sua carreira.

Em primeiro lugar, eu trabalho com arte há uns vinte e poucos anos e, de uns seis anos pra cá, iniciei na arte urbana.

Por que entrar nesse mundo da arte urbana?

Porque acredito que é uma forma mais democrática de se fazer arte. Você sai daquele ambiente elitizado e leva a arte para todo mundo e, de alguma forma, esse trabalho vai tocar as pessoas.

Esse é o seu objetivo com esta obra?

Sim, esse é o objetivo, levar arte para fora.

E porque escolher a Trensurb como espaço para levar essa arte para fora dos ambientes elitizados?

Por que a Trensurb? Porque aqui é um espaço superútil para a população. Não tenho ideia da estatística, mas acredito que milhares de pessoas passam por dia aqui [cerca de 60 mil por dia útil, entre embarques e desembarques na Estação Mercado]. Então este trabalho está sendo muito bem visto, por muita gente, além, claro, de agregar ao paisagismo do local, trazendo mais cores para a estação.

E qual é a explicação para esse uso de cores e formas na sua obra?

O meu trabalho mexe muito com o subjetivo. Então, tem algumas simbologias, algumas coisas escondidas dentro da obra que quem procurar vai achar.

E qual é a ideia por trás desses símbolos e da maneira como eles podem interagir com a subjetividade dos usuários do metrô?

Eu gosto muito de trabalhar formas curvas ou até mesmo com janelas que dão a ideia de espaço. Mas, sobre este formato de trabalho específico, se você olhar, parece que faltam algumas peças. A ideia do trabalho, como o nome já diz, é emular pixels. Então, a proposta é que se entenda a obra como pequenas partes que formam um todo. Isso entra também na questão de que as pessoas passam o dia todo em seus telefones e computadores. Com essa obra, eu chamo as pessoas para que olhem para fora, saiam dos pixels da telinha e viagem mais para os pixels da grande tela.

E como foi a parceria com a Trensurb?

Meu contato com a equipe da Trensurb foi muito bom, todos me receberam superbem e tenho certeza, não me resta dúvida, que haverá outros trabalhos em parceria.

EQUIPE TÉCNICA:

Arte: Nelson Sura
Produção executiva: Mari Vieira
Captação de imagens: Alex Racor e Freddy Paz
Assistentes de produção: Raquel Tessari de Abreu; Marcelo Ternus e Shainara Maia
Designer de peças gráficas: Paulo Funari

Produtora: Cultura RS
Registro videográfico: 8-80 Filmes
Patrocínio: Goldztein
Apoio cultural: Trensurb e Amauri Tintas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *