Engenheiro, profissional de TI e segurança

O agente metroviário Bruno Tombesi Beck tem 27 anos e é natural de Porto Alegre, cidade onde reside até hoje. Quando mais jovem, Bruno decidiu ingressar no setor da informática e fez cursos básicos para obter conhecimento na área até chegar ao curso técnico. Também iniciou um curso de graduação em Relações Internacionais, mas acabou não concluindo o mesmo. Hoje, Bruno é graduado em Engenharia Civil pela UniRitter. Seu trabalho de conclusão de curso teve como tema a via permanente da Trensurb. A decisão de cursar engenharia surgiu após o nascimento de sua filha, Sofia, hoje com seis anos. Antes disso, Bruno foi estagiário no Tribunal de Justiça do estado, atuando na área de tecnologia da informação. “Passei muito tempo lá como estagiário, eu até brincava que era um estagiário profissional”, conta. Estagiou também na Assessoria de Relações Internacionais do Governo do Estado.

Com pouca atuação na área de formação, o engenheiro chegou a trabalhar com linhas de transmissão e projetos de engenharia, mas, no final da graduação, acabou sendo convocado para assumir a vaga na Trensurb e resolveu assumi-la. Atuando na segurança metroviária, no Setor de Operações da empresa, ele está na Trensurb desde novembro de 2017. Começou trabalhando na linha, prestando assistência aos usuários e zelando pelas normas de segurança da empresa. Mais tarde, foi convidado a trabalhar com o circuito fechado de televisão (CFTV). Hoje, atua como controlador de segurança, ajudando no desenvolvimento de ferramentas para a gestão da segurança metroviária, criando planilhas e relatórios, auxiliando nas operações especiais e na monitoria do Centro de Controle de Segurança.

O segurança também diz gostar do ambiente de trabalho na Trensurb: “Trabalhei um tempo em empresas privadas e, de toda minha experiência, a Trensurb vem sendo o melhor lugar que já trabalhei. As pessoas aqui dentro se conhecem há anos e acabam criando laços. E muitas pessoas trabalham em escala, principalmente no meu setor operacional, e aí tu acabas fazendo amizades”. Bruno possui objetivos profissionais que incluem o crescimento em seu setor e uma possível mudança futura para sua área de formação: “Eu quero chegar o mais longe que eu puder na parte operacional aqui na empresa e, depois, quem sabe me tornar engenheiro da Trensurb”. Ele afirma visar sempre o aperfeiçoamento, querendo realizar seus objetivos no menor tempo possível.

Bruno gosta de passar um tempo com sua família – a filha, Sofia, e a esposa, Gabriela. Seus hobbies são variados e vão desde jogar futebol até passar um tempo lendo um bom livro. Ele conta ainda que tem vontade de, futuramente, poder viajar pelo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *