Disseminando cultura

A secretária executiva da Diretoria de Administração e Finanças da Trensurb, Adriana Stiborski, foi “contagiada” pelas ações de bookcrossing – prática de deixar um livro num local público para que outros o encontrem e, assim que a leitura for realizada, voltem a “libertá-lo” para que mais pessoas façam o mesmo – da Biblioteca Livros sobre Trilhos. Desde o início deste ano, ela decidiu deixar livros nos bancos dos trens. “Eu tenho alguns livros em casa, uns que gosto e decido ficar com eles. Mas há os que leio e não tenho tanto apego, então penso que é melhor fazer eles circularem”, explica.

Para Adriana, esse tipo de ação deve ser incentivado. “Acho uma ideia legal para estimular a prática do bem entre as pessoas”, pontua. Quando fala em incentivar boas ações entre as pessoas, a secretária lembra de uma ocasião recente. “Dias atrás esqueci um sapato novinho que comprei numa loja. No dia seguinte retornei ao local e haviam guardado a sacola pra mim. É como uma corrente em que tu vais fazendo o bem e essas coisas retornam pra ti de alguma forma”, argumenta.

Entre as obras que a secretária executiva já doou, estão Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, e A Metamorfose, de Franz Kafka. Junto aos livros, ela coloca um marca-páginas da Biblioteca Livros sobre Trilhos – o mesmo que acompanha as obras distribuídas nas ações de bookcrossing do espaço cultural, contendo uma mensagem direta a quem encontrar o volume para que saibam que o livro pode ser “esquecido” novamente para que ganhe um novo dono.

Há dois anos, Adriana também é sócia da biblioteca localizada na Estação Mercado e acredita que a postura do espaço cultural de distribuir livros é “muito legal”. A Biblioteca Livros sobre Trilhos, mantida em parceria entre Trensurb e Instituto Brasil Leitor, funciona de segunda a sexta-feira, das 10h às 20h, na plataforma de embarque do terminal do metrô. A biblioteca conta com 6,5 mil livros, 3,7 mil sócios e já contabiliza mais de 52 mil empréstimos. Somente em 2014, foram 6,5 mil empréstimos e o acervo, ampliado apenas através de doações, aumentou em cerca de mil publicações.

Para utilizar o serviço, é necessário apenas fazer um cadastro gratuito. Os interessados devem apresentar documento de identidade, CPF e comprovante de residência atual (originais e cópias), juntamente com uma foto 3×4. Menores de 18 anos devem estar acompanhados dos pais. Os leitores são cadastrados e recebem uma carteira de identificação com foto e código de barras para usar o serviço. A partir daí, podem retirar os livros de seu interesse sem custo algum e desfrutar do mundo da leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *