Em 2011, a TRENSURB completou 26 anos como elemento estruturador do transporte público no eixo norte da Região Metropolitana de Porto Alegre. Dando seguimento a sua missão de "oferecer soluções em mobilidade urbana com segurança, pontualidade e responsabilidade socioambiental", a empresa transportou, em 15 de janeiro, seu bilionésimo usuário, representando uma grande contribuição, ao longo dos anos, na diminuição do tráfego rodoviário e dos consequentes gastos de manutenção das vias públicas e poluição atmosférica. Buscando qualificar o cumprimento dessa missão, a TRENSURB busca novas conexões, como a expansão norte, o Aeromovel e a bilhetagem eletrônica.

No ano que passou, as obras de expansão avançaram a passos largos, abrindo caminho para a inauguração, em 3 de julho de 2012, de duas das cinco novas estações do metrô, a fim de concretizar o projeto original da empresa, de ligar a capital dos gaúchos a Novo Hamburgo através de um meio de transporte limpo, eficiente e seguro. Com um trabalho efetivo de gestão da TRENSURB e de execução do Consórcio Nova Via, o empreendimento alcançou o reconhecimento, pelo Governo Federal e pela gestão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), como uma das obras públicas mais bem administradas no cumprimento de seu cronograma.

Mas o trabalho da empresa vai além de novas conexões de transporte; inclui ainda a construção de novas realidades para os municípios em que está inserida. Por exemplo, com um aporte adicional de R$ 172,5 milhões do Governo Federal, anunciado em agosto de 2011, os serviços complementares às obras de expansão da Linha 1 tiveram seu escopo expandido, atendendo a demandas importantes das populações de São Leopoldo e Novo Hamburgo, como a canalização do Arroio Luiz Rau, a construção de um novo sistema viário e a conclusão do reassentamento de famílias leopoldenses em situação de vulnerabilidade social.

Foi em 2011 também que a construção da via elevada e a fabricação dos veículos do Aeromovel tiveram início. Trata-se de tecnologia inovadora, 100% nacional, que não apenas ligará a Estação Aeroporto ao Terminal 1 do Salgado Filho, mas atende à diretriz do governo federal para empresas sob administração direta ou indireta da União de buscar a inovação tecnológica e fomentar a indústria nacional.

O ano ficou marcado, ainda, pela conquista da integração total entre o sistema de bilhetagem eletrônica da TRENSURB, o SIM, e o das linhas de ônibus de Porto Alegre, o TRI, gerando redução tarifária e facilidade aos usuários. Outro destaque da bilhetagem foi a retomada da integração metrô-ônibus no município de São Leopoldo, ampliando as conexões da TRENSURB com a comunidade.

Mais que transportar pessoas, a TRENSURB tem também compromisso socioambiental com a população em seu entorno e a vocação de fomentar atividades culturais, fator fundamental no relacionamento com usuários e comunidade. Iniciativas da empresa nesse sentido incluem a Galeria Mario Quintana – espaço para exposições fotográficas na Estação Mercado –, a Biblioteca Livros sobre Trilhos – parceria com o Instituto Brasil Leitor, também na Estação Mercado –, o festival "Arte nos Trilhos" – promovido anualmente em parceria com a Caixa Econômica Federal –, entre diversas outras atividades de arte e cultura promovidas ou apoiadas pela TRENSURB.

Entre as ações sociais e de relacionamento da empresa pode-se destacar, ainda, os programas Estação Educar – parceria com o SENAI/RS que forma jovens assistentes administrativos –, Futuro Usuário – que prepara crianças para usarem o metrô corretamente –, Espaço do Trabalhador – que divulga vagas de emprego ao mesmo tempo em que arrecada donativos entregues a instituições beneficentes – e a Campanha do Agasalho da TRENSURB – que, em 2011, arrecadou mais de 40 toneladas de peças de vestuário.

São esforços como esses, aliados a uma gestão responsável e comprometida com permanente atualização e qualificação de profissionais e serviços, que criam as condições para que a empresa mantenha um índice de satisfação geral de seus usuários de 91,6%. Credenciam, ainda, a TRENSURB a ter condições de buscar os objetivos que constam em seu Plano de Negócios até 2015: ser um exemplo em termos de gestão eficiente, tanto em relação à qualidade dos serviços prestados – tornando-se uma das três melhores empresas do setor no país –, quanto ao alto desempenho econômico – chegando a uma taxa de cobertura operacional de 90% com receitas próprias.

DESCRIÇÃO DA EMPRESA

A Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S/A – TRENSURB é uma Sociedade de Economia Mista, vinculada ao Ministério das Cidades e atua no segmento de transporte urbano e metropolitano de passageiros. Foi constituída mediante autorização do artigo 5º da Lei n.º 3.115, de 16 de março de 1957 e Decreto n.º 84.640, de 17 de abril de 1980, sendo regida por seu Estatuto Social, legislação aplicável às Sociedades Anônimas (Lei nº 6.404/1976, consolidada) e por Regimento Interno e tem como objetivo social a construção, implantação e exploração de um serviço de trens urbanos na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA).

Criada em 1980, iniciou suas atividades em 1985, tendo alcançado em 2011 mais de 1 bilhão de passageiros transportados em 27 anos de operação. Seu maior acionista é a União com 99,39% do capital, seguida do Estado do Rio Grande do Sul, detentor de 0,46%, e o município de Porto Alegre, 0,14%. Sua finalidade precípua é promover a mobilidade urbana, com segurança, pontualidade e responsabilidade socioambiental na RMPA.

ORGANOGRAMA

NOMINATA DAS UNIDADES ORGANIZACIONAIS

AUDITORIA INTERNA SIGLA
AUDITORIA INTERNA AUDIN
PRESIDÊNCIA PRES
Gabinete da Presidência GAPRE
Gerência Jurídica GEJUR
Gerência de Comunicação Integrada GECIN
Setor de Relações Comunitárias SEREL
Setor de Comunicação Social SECOS
Gerência de Planejamento GEPLA
Setor de Informações para a Gestão SEIGE
SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO E EXPANSÃO SUDEX
Gerência de Mobilidade Urbana GEMOB
Gerência de Projetos e Obras GEPRO
Gerência de Informática GEINF
SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO COMERCIAL SUDEC
Gerência de Novos Negócios GENOV
Setor de Relacionamento com o Mercado SEREM
Setor de Gestão Comercial SEGEC
DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DIRAF
Gerência de Recursos Humanos GEREH
Setor de Pessoal SEPES
Setor de Benefícios e Serviço Social SEBES
Setor de Higiene e Segurança do Trabalho SESET
Setor de Seleção e Treinamento SETRE
Gerência de Suprimento e Apoio GESUP
Setor de Materiais SEMAT
Setor de Compras SECOM
Setor de Apoio SEAPO
Gerência de Orçamento e Finanças GEORF
Setor de Orçamento SEORC
Setor de Pagamentos e Receitas SEPAR
Setor de Administração de Contratos SEACO
Gerência de Contabilidade e Patrimônio GECOP
DIRETORIA DE OPERAÇÕES DIROP
Gerência de Operações GEOPE
Setor de Operações SEOPE
Setor de Controle Operacional SECOT
Setor de Tráfego SETRA

COMPOSIÇÃO DA DIREÇÃO DA EMPRESA:

NATUREZA DAS ATIVIDADES

A natureza de atividade da TRENSURB é o transporte metroviário, abrangendo soluções de mobilidade urbana e contribuindo para a inclusão social. No Estatuto Social prevê como atividade principal "o planejamento, implantação e prestação de serviço de trens urbanos na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA) bem como o desenvolvimento e implementação de atividades conexas ou complementares".

PRINCIPAIS ÁREAS DE ATUAÇÃO

O metrô foi criado para ser inserido no meio urbano como um elemento estruturador do transporte público, indutor do desenvolvimento urbano e da revitalização de áreas degradadas. Contribui substancialmente para a requalificação urbano-ambiental, para atender a necessidade de mobilidade da sociedade do presente e do futuro, para o reequilíbrio da matriz modal de transporte.

Sua área de atuação abrangeu todo o percurso de 33,8 quilômetros até o ano de 2011. A empresa possuía 17 estações e integração física e tarifária com 613 linhas de ônibus. Nesse percurso, atendia aos municípios de Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul e São Leopoldo. Prosseguindo no cumprimento do seu papel institucional, a TRENSURB, expande sua rede até Novo Hamburgo.

Visando a ampliar a área de atuação, a TRENSURB está implementando o Aeromovel, sistema APM (Automate People Mover) cuja construção é inédita no Brasil. O Aeromovel irá ligar o novo terminal de passageiros do Aeroporto Internacional Salgado Filho à Estação Aeroporto, com o objetivo de facilitar o acesso às dependências do sítio aeroportuário e incentivar a redução do uso de veículos automotores. O investimento está orçado em aproximadamente R$ 29,9 milhões. Os recursos foram liberados e aprovados pelo Governo Federal e as obras foram incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento.

PORTE DA EMPRESA

Atendendo a população estimada em 3 milhões de habitantes, dispõe de uma frota de 25 Trens Unidades Elétricas – TUE's, cada um com quatro carros construídos em aço inoxidável, alimentados em 3.000 VCC, dotados de adequados sistemas de iluminação e ventilação para proporcionar maior comodidade aos usuários, com capacidade para 1080 pessoas. Proporciona uma tarifa socialmente justa, tendo em vista o caráter de inclusão social e das condições legais e regulamentares expressas pelo poder público.

A empresa opera seus serviços no horário compreendido entre as 5h e 23h20, durante todos os dias do ano. A média diária de passageiros de acordo com a escala de oferta de trens apresenta a seguinte demanda:

O sistema qualifica a mobilidade urbana promovendo o seu desenvolvimento socioeconômico em harmonia com o meio-ambiente. Através do seu potencial qualitativo e quantitativo, substitui a circulação de um considerável número de automóveis e ônibus na BR-116. O acesso aos trens, e à área paga, é controlado por equipamentos de bloqueios automáticos. As estações mais recentes incorporam conceitos modernos de construção, que visam a facilitar o fluxo, aumentar a segurança, a acessibilidade e o conforto dos usuários.

Os trens circulam sobre a via permanente formada por trilhos longos, soldados e assentados em dormentes de concreto, o que torna a viagem mais confortável para os passageiros. A segurança na circulação dos trens é garantida por sistema de sinalização, que controla automaticamente a velocidade através do controle automático do trem (ATC) e do sistema de parada automática (ATS), impedindo o alinhamento de rotas conflitantes. Toda a circulação de trens é supervisionada pelo Centro de Controle Operacional (CCO), que foi modernizado com tecnologia de última geração, para melhorar as condições de interface com a sinalização de via e com os trens.

A TRENSURB segue trilhando uma rota alinhada com as exigências que a sociedade lhe confia, oferecendo um serviço qualificado e focada na busca da sustentabilidade ambiental e financeira, o que é considerado por todos, na organização, como parte fundamental para o cumprimento de suas obrigações sociais.

O PERFIL DA FORÇA DE TRABALHO

A TRENSURB tem como uma das suas prioridades a valorização do quadro funcional através da transparência administrativa, democracia participativa, incentivo à criatividade, atualização profissional e desenvolvimento da força de trabalho enquanto profissionais e seres humanos, em consonância com as diretrizes estratégicas.

Compõem a força de trabalho da TRENSURB pessoas que possuem contrato de trabalho firmado diretamente e os que trabalham sob supervisão direta da empresa, ou seja, os denominados empregados, ocupantes dos cargos de comissão, estagiários e aprendizes. A empresa também conta com serviços contratados, no que tange àquelas atividades não-relacionadas diretamente com sua atividade-fim, porém estes não compõem a força de trabalho, pois aspectos legais restringem a influência da TRENSURB sobre o empregado da empresa contratada.

No cumprimento da sua missão, desde dezembro de 2011, a empresa conta com um efetivo de 1.119 empregados, cerca de 400 trabalhadores de empresas prestadoras de serviços (manutenção dos trens, segurança patrimonial, serviços de limpeza na área administrativa e estações) e 119 estagiários de nível médio e superior.

Para realizar sua função institucional, conjugada com as políticas públicas do Governo Federal, a diretoria instituiu na TRENSURB o Planejamento Estratégico como sua ferramenta principal de gestão.
Instituído em 2003 com o objetivo de apoiar e qualificar o processo de tomada de decisão, e promover a melhoria do desempenho operacional e econômico da empresa; o Planejamento Estratégico associado à metodologia do Balanced Scorecard (BSC) constitui um plano de trabalho para o alcance dos objetivos e metas que a TRENSURB se propõe, tornando-se o principal referencial da gestão para realização de sua função institucional.

No processo de Planejamento Estratégico da empresa, os eixos estratégicos são os pilares norteadores para a modelagem do plano, pois servem para direcionar as políticas da organização, promovendo a alocação dos recursos segundo a priorização das ações e projetos para alcançar o desempenho desejado.

Os principais eixos estratégicos que orientaram a empresa nos anos recentes foram:

  • Expansão da empresa
  • Qualificação dos serviços
  • Valorização dos empregados
  • Compromisso com a sustentabilidade

Para realizar sua função institucional, conjugada com as políticas públicas do Governo Federal, a diretoria instituiu na TRENSURB o Planejamento Estratégico como sua ferramenta principal de gestão.

Com o encerramento do ciclo do Planejamento Estratégico 2008-2011, a empresa inicia no final do ano de 2011, sua revisão para o novo ciclo de 2012 a 2015, estabelecendo um conjunto de metas gerais a serem perseguidas neste período, considerando, principalmente, as condições do contexto geral para as empresas estatais, definidas pelo Governo Federal, e as condições atuais do setor de transportes e do setor metroferroviário em nosso país.

Considerando esse conjunto de metas, iniciou-se, em dezembro de 2011, a estruturação do Plano de Negócios. Este, por sua vez, é a materialização da proposta de metas para o quadriênio 2012 - 2015, elaborado a partir das orientações governamentais que comandarão as ações da administração da empresa.

A fim de estar alinhada com as orientações governamentais, o desafio para a TRENSURB é ser uma Empresa exemplar em termos de eficiência. Isso significa buscar posicionar a Empresa entre as melhores do país no setor metroferroviário quanto à qualidade do serviço oferecido à população e quanto ao desempenho econômico, ou seja, quanto ao custo para entregar esse serviço à sociedade.

O fortalecimento do papel institucional da TRENSURB perante a sociedade requer ainda a manutenção da contribuição da Empresa para a definição de políticas públicas indutoras do desenvolvimento do transporte público e o fortalecimento do conjunto das políticas e ações socioambientais vinculadas ao serviço prestado.

Dessa forma, os novos eixos que definem o posicionamento estratégico da empresa rumo a 2015 são:

O Planejamento Estratégico, associado ao Plano de Negócios, é um processo permanente da gestão. Sua atualização é realizada sempre que novas circunstâncias que afetam a organização e seu ambiente ocorrerem. Seu monitoramento, avaliação e possíveis revisões são necessários para readequar o rumo da estratégia e ajustar o detalhamento e operacionalização das políticas de gestão.

DECLARAÇÕES ESTRATÉGICAS

As declarações estratégicas da TRENSURB contribuem para o alinhamento e alcance do Planejamento Estratégico da Empresa. A Missão, a Visão, os Valores e o Negócio da TRENSURB ancoram a empresa em seu Plano Estratégico, devendo estar presentes como base filosófica para tomadas de decisão e desenvolvimento das ações necessárias à operação e expansão do sistema como um todo.

MISSÃO

"Oferecer soluções em mobilidade urbana com segurança, pontualidade e responsabilidade socioambiental".

VISÃO

"Empresa sob gestão pública, sustentável, estruturadora da mobilidade urbana, referência no transporte de passageiros, atuando com responsabilidade socioambiental, em permanente expansão e atualização tecnológica".

VALORES

  • Ética nas relações;
  • Responsabilidade socioambiental;
  • Transparência administrativa;
  • Agilidade na solução de problemas;
  • Comprometimento das pessoas com os objetivos da empresa.

NEGÓCIO

"Oferecer soluções de mobilidade e serviços".

A tradução da estratégia da organização em objetivos estratégicos específicos se dá através do Balanced Scorecard (BSC). Os objetivos são organizados em um diagrama, denominado de mapa estratégico, que demonstra a relação de causa e efeito entre eles nas diferentes perspectivas adotadas, permitindo aos empregados o entendimento mais claro da importância de suas unidades organizacionais e de sua participação individual no contexto geral da organização.

Considerando que, a partir do seu entendimento, a consecução do Planejamento Estratégico e, consequentemente, do Plano de Negócios pressupõe a adoção de um conjunto de premissas que fundamentam os objetivos específicos a serem realizados para o alcance do objetivo estratégico maior e as metas gerais.

E considerando também que os objetivos desdobram-se em ações e projetos, que, através do processo de planejamento que a empresa adota, já vem sendo implementados; e considerando que foram determinados os novos eixos estratégicos que definem o posicionamento da TRENSURB perante as diretrizes governamentais, os próximos capítulos apresentarão as ações e projetos classificados pelos novos eixos.

EFICIÊNCIA OPERACIONAL

Em consonância com a natureza da atividade da TRENSURB, o processo de modernização é aspecto importante para a ampliação da eficiência operacional que envolve ações e projetos para melhorar o serviço prestado aos usuários.

MODERNIZAÇÕES

A TRENSURB finalizou, no dia 17 de setembro de 2011, a troca dos freios de sua frota de trens. O Setor de Oficina (SEOFI) da empresa realizou a colocação do novo sistema de freios microprocessados em todos os 25 veículos da frota. A implantação havia iniciado em 2006 e, neste ano, foram cinco os veículos atualizados.

Com a modernização, a TRENSURB economiza nos custos de manutenção, melhora a resistência das rodas dos trens, aumenta a quilometragem média entre falhas (MKBF) e reduz o tempo médio de reparo (MTTR). Além disso, a mudança proporciona uma frenagem mais suave, precisa e confiável.

Os freios microprocessados possuem sistema eletrônico com comando eletropneumático cujos sinais enviados pelos sensores são interpretados e transformados no acionamento dos atuadores. A novidade substitui o antigo sistema CS-1, composto por aproximadamente 50 válvulas acionadas por comando pneumático, de difícil manutenção.

Pode-se citar também como processo de modernização as etapas da bilhetagem eletrônica. Em julho de 2011 foi implantado o sistema de Vale-Transporte através de cartões smartcard, concomitantemente com a implantação da interoperabilidade entre a TRENSURB e todos os ônibus de Porto Alegre, com vantagens tarifárias para os usuários desses dois sistemas. A interoperabilidade dos sistemas SIM e TEU, continua em análise buscando compatibilizar as duas tecnologias. As próximas etapas dizem respeito à integração com os municípios de Canoas, Sapucaia do Sul, Esteio, São Leopoldo e Novo Hamburgo, através de cartão eletrônico, implantação do cartão unitário e implantação das máquinas de venda automática de cartões.

Importante destaque também é o Núcleo de Nacionalização (NUNAC). Por este processo de trabalho, são desenvolvidos componentes para substituição de peças produzidas por fornecedores estrangeiros, com o propósito tanto de reduzir custos com importação e dependência tecnológica, quanto de promover o desenvolvimento e ofertar o mercado para empresas nacionais.
No mês de dezembro de 2011, quatro amostras de bolsas de ar, produzidas em Porto Alegre, entraram na TRENSURB para testes funcionais. As bolsas de ar são usadas nos sistemas de suspensão dos trens e têm a função de amortecimento, proporcionando mais conforto na viagem. Além da estabilização, melhoram indiretamente o desempenho da frenagem. Essas molas pneumáticas conferem confiabilidade e segurança aos trens. No total, são necessárias 400 bolsas – cada trem necessita de 16 unidades. Inicialmente, a única opção era importar os componentes, o que acarretaria um custo inviável para empresa de R$ 3,3 milhões. A solução encontrada pelo Setor de Oficina da TRENSURB, com apoio do Núcleo de Nacionalização da empresa, foi nacionalizar a produção, trazendo uma disponibilidade de fornecimento adequada com um investimento relativamente baixo, em torno de R$ 1,8 milhão. Caso o produto seja homologado, representará uma economia de R$ 1,5 milhão para a TRENSURB na aquisição dos componentes.

EFICIÊNCIA ECONÔMICA

A melhoria do desempenho econômico da TRENSURB significa a otimização das despesas para o funcionamento do serviço e, consequentemente, o aumento na arrecadação de receitas, reduzindo a necessidade de recursos de subvenção.

Em 2011, iniciou-se a modelagem de um Sistema de Gestão de Indicadores de Desempenho que tem por objetivo implantar modelo de gestão focado em resultados. Suas premissas são:

  • Reorganização da gestão dos indicadores operacionais, visando a aprimorar a medição do desempenho das atividades das unidades organizacionais (UOs);
  • Implantação de sistema de controle e gestão das contas (receitas e despesas), através do sistema de gestão de indicadores;
  • Priorização dos investimentos em serviços e projetos que melhorem a eficiência operacional e econômica;
  • Avaliação do desempenho das UOs com base na implantação do sistema de gestão de indicadores de eficiência.

É através deste projeto que a Empresa realizará o acompanhamento efetivo dos seus custos de operação e da receita, objetivando o tripé da sustentabilidade econômica.

DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

Os projetos de expansão do sistema têm o objetivo de aumentar sensivelmente a capilaridade do modal metroviário troncal da Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA) e irão influenciar diretamente a demanda da Empresa.

EXPANSÃO DA LINHA 1

A presente expansão da TRENSURB, entre São Leopoldo e Novo Hamburgo, busca consolidá-la como empresa estruturadora do transporte público nos municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre, ao longo do corredor norte.
O empreendimento prevê, no total, mais 9,3 quilômetros da Linha 1, atingindo ao final da atual implantação um total de 43 quilômetros de extensão, de Porto Alegre a Novo Hamburgo. Todo o trecho será estruturado em via elevada e comportará cinco novas estações. O empreendimento, incluindo a obra de expansão e outras ações complementares a ela vinculadas, está orçado em R$ 934,1 milhões, considerada a suplementação autorizada pelo PAC, em julho de 2011, no valor de R$ 172,5 milhões.

Esses recursos destinam-se à construção plena da Estação Industrial, à qualificação das estações Rio dos Sinos, Santo Afonso, Fenac e Novo Hamburgo, aos serviços de melhoramento hidrodinâmico do Arroio Luiz Rau, à implantação da Av. Mauá e ao aporte de recursos adicionais para o programa de reassentamento de famílias, em São Leopoldo. O percentual de execução físico-financeira da Obra, até dezembro de 2011, atingiu o montante acumulado de 80,00%. Os percentuais informados já consideram o valor global do contrato, aditado em razão da suplementação antes referida. O prazo final de conclusão da obra está previsto para outubro de 2012.

IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA APM (Automate People Mover) AEROMOVEL

A implantação do Aeromovel entre a Estação Aeroporto e o Aeroporto Salgado Filho tem por objetivo facilitar o acesso às dependências do sítio aeroportuário e incentivar a redução do uso de veículos automotores, além de unir operacionalmente uma estação do metrô a um núcleo pulsante de demanda, estendendo a zona de influência ou faixa de domínio do metrô. Este é um projeto-piloto que poderá vir a ser reproduzido em outras estações do metrô gaúcho e também servir de modelo para outros sistemas do país para incrementar a mobilidade urbana em condições similares.

O projeto contempla a implantação de 1 quilômetro de via elevada, a construção de duas estações de embarque e desembarque, a aquisição de dois veículos (150 e 300 lugares) e operação 100% automatizada. A estrutura do projeto contempla o pacote tecnológico, via elevada, material rodante e estações. Seu percentual de conclusão geral é de 62%, com previsão de término em 2012.

PROJETO INTEROPERABILIDADE (BILHETAGEM ELETRÔNICA)

A implantação da bilhetagem eletrônica tem como objetivo criar condições para desenvolver a interoperabilidade com os outros sistemas em operação na cidade de Porto Alegre e demais municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre.
Dessa forma, a fim de dar prosseguimento às ações necessárias à interoperabilidade dos sistemas de transporte da RMPA, em 2011 foi concluída mais uma etapa, a da implantação do Vale-Transporte. Dessa forma tem-se já consolidado, os Passes Antecipados, as Gratuidades e o Vale-Transporte, integrados operacional e tarifariamente entre o Sistema Integrado Metropolitano (SIM) e o Transporte Integrado (TRI), dos ônibus de Porto Alegre.

A gratuidade contempla os seguintes usuários: idosos acima de 65 anos, PPNE´s (Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais), metroviários, permissionários, Brigada Militar, oficiais de justiça, prestadores de serviços, crianças maiores de 6 anos e cartões de serviços. Todos os usuários já cadastrados no sistemas TRI e SIM podem utilizar os dois sistemas com o mesmo cartão. Nos ônibus da capital, a idade mínima para a gratuidade de idosos é de 60 anos, mas apenas os idosos que possuem idade superior a 65 anos têm direito a acesso gratuito ao metrô.

Ressalta-se que até a data de 31 de dezembro de 2011 foram cadastrados no sistema SIM 18.627 usuários. O sistema TRI conta com 199.851 usuários cadastrados. O Vale–Transporte, com 5.328 pessoas cadastradas.

Considerando o plano de investimento previsto no Plano de Negócios, relacionam-se os seguintes projetos futuros de expansão:

  • Projetos para Implantação de Sistemas Aeromovel nas Ligações com Polos Geradores de Demanda
  • Projetos para Implantação de Passagem Subterrânea do Trem em Canoas
  • Projetos para Expansão Sapiranga
  • Projetos para Implantação de Ramal de Ligação com o Metropoa

COMPROMISSO INSTITUCIONAL

A consolidação do papel institucional da TRENSURB tem por objetivo fortalecer a imagem da empresa e ampliar o seu espaço institucional perante a sociedade através da indicação de políticas públicas para o setor de transporte no contexto metropolitano, implantação de programa de políticas socioambientais e do fortalecimento institucional das políticas assistenciais. Na sequência relacionam-se os projetos que reforçam o compromisso institucional.

BENEFÍCIO TARIFÁRIO

No ano de 2011, a tarifa unitária da TRENSURB não foi reajustada, permanecendo em R$ 1,70 (um real e setenta centavos).

Por outro lado, as tarifas integradas sofreram reajustes, devido ao aumento das tarifas dos ônibus urbanos e intermunicipais da Região Metropolitana de Porto Alegre. A maior parte dos passageiros do metrô utiliza o sistema de integração, 55,90%, conforme apresentado na Pesquisa de Satisfação e Perfil dos usuários da TRENSURB de 2011. O grau de satisfação geral com o sistema de integração está em 59,5%.

ESTAÇÃO EDUCAR

Por meio desse programa, a empresa, em cooperação com o SENAI Visconde de Mauá, atende um público adolescente na faixa etária dos 15 e 16 anos de idade, com escolaridade mínima de 7ª série do ensino fundamental e desenvolve atividades em turno inverso ao da escola, nas quais os adolescentes participam de oficinas educativas que, além de agregarem conhecimento, propiciam a aprendizagem de novas formas de geração de renda. Os adolescentes recebem como ajuda de custo o valor correspondente a meio salário mínimo, acrescidos de vale-transporte, alimentação e atendimento médico-odontológico.

Em 2011, o Programa Estação Educar preparou 40 aprendizes no Curso de Assistente Administrativo, realizado em parceria com o SENAI Moda e Design, com carga horária de 800 horas, contribuindo assim na formação profissional dos adolescentes, no desenvolvimento de potencialidades e reflexão sobre uma sociedade economicamente viável, socialmente justa e ambientalmente sustentável.

BIBLIOTECA LIVROS SOBRE TRILHOS

Com a marca de 2.458 sócios, a Biblioteca Livros Sobre Trilhos, localizada na plataforma de embarque da Estação Mercado, em Porto Alegre, completou três anos de muitas atividades culturais e promoções, mantendo seu principal objetivo: incentivo à leitura e à escrita.

Com um acervo de 3.374 livros, composto pelas categorias de literatura brasileira, auto-ajuda, best-seller, infanto-juvenil, filosofia, religião, ciências sociais, linguística, biografia, artes e história, a biblioteca registrou a retirada de 8.134 livros em 2011, número que demonstra que a TRENSURB, através desta iniciativa, está contribuindo para que a sociedade perceba a importância da leitura.

GRAFITE NO METRÔ

Inaugurada em 26 de junho de 2008, a Galeria Pública de Street Art está localizada na Estação Rodoviária, no túnel de acesso que dá saída à Avenida Júlio de Castilhos e à Rua da Conceição. A primeira galeria pública de street art no país é resultado de parceria entre a TRENSURB e o Instituto Trocando Ideia, realizador do Projeto Identidade de Rua. A missão principal dessa iniciativa é ter resultados na aproximação dos artistas com a mídia, galerias e reconhecimento do público em geral.

Em maio de 2011, o Identidade de Rua trouxe mais uma vez o colorido e a cultura do grafite para a TRENSURB, com a grafitagem de um trem por sete artistas: Seila Pax, Celo Pax, Jotape Pax, Trampo, Mateus Grimm, Kico NSK e Ítalo NSK, todos da Região Metropolitana de Porto Alegre.

DIA MUNDIAL SEM CARRO

A TRENSURB participou da mobilização do Dia Mundial Sem Carro no dia 22 de setembro de 2011. Diversos empregados deslocaram-se até o pátio da Empresa de bicicleta ou a pé. Quem usou o automóvel teve que pagar "pedágio solidário", doando uma lata de leite em pó ou dois litros de leite longa vida que foram repassados às instituições e comunidades carentes.

CAMPANHA DO AGASALHO

Projeto realizado anualmente com o intuito de arrecadar agasalhos a serem repassados às instituições e comunidades carentes, em parceria com Secretarias de Ação Social das prefeituras dos municípios lindeiros ao sistema metroviário. Com o slogan "Solidariedade que aquece de verdade", a campanha arrecadou 40.230 quilos em 2011, atendendo a entidades beneficentes de 15 municípios, entre eles Porto Alegre, Canoas, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Alvorada, São Lourenço, Novo Hamburgo e Rio de Janeiro.

ESPAÇO DO TRABALHADOR

Projeto que consiste na disponibilização de quadros murais nas estações, em que empresas interessadas podem divulgar ofertas de emprego. Em contrapartida ao espaço utilizado, as empresas fornecem à TRENSURB cestas básicas, posteriormente destinadas a comunidades carentes. Em 2011, o Espaço recebeu 14.339 quilos que beneficiaram 46 entidades. Foram 157 empresas parceiras e 259 entregas de cestas básicas.

INFORMATIVO INSTITUCIONAL "NOTÍCIA NA LINHA"

A produção do informativo institucional "Notícias na Linha" divulga as ações e realizações da empresa para os usuários do sistema, nas estações e trens, por meio de painéis tipo jornal-mural. Com periodicidade quinzenal, em 2011, foram publicadas 31 edições.

PROGRAMA "ARTE NOS TRILHOS"

Programa de relacionamento que busca oferecer uma opção cultural para os usuários e público em geral. A 11ª edição teve como tema o Ano Internacional dos Afrodescendentes e contou com três apresentações na Estação Mercado e uma no Museu do Trem.

POEMAS NOS TRENS

Buscando estimular e divulgar, de forma abrangente, a produção poética dos usuários do transporte público, a TRENSURB mantém afixados, em todos os 25 trens de sua frota, poesias selecionadas pela Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, em concurso realizado anualmente, conhecido como Poemas no Ônibus e no Trem. O concurso seleciona aproximadamente 50 poesias ao ano, que circulam nos ônibus da capital e nos trens.

QUIOSQUES SOCIAIS

Em 2011, foram efetuados sorteios para a utilização dos Quiosques Sociais, das estações Farrapos, Fátima, Sapucaia e São Leopoldo, por parte de entidades sem fins lucrativos. Por serem destinados a instituições desse tipo, são liberados de quaisquer ônus. Neste ano, foram contemplados a Associação dos Artesãos da Feitoria e a Associação da Horta Comunitária dos Operários.

FUTURO USUÁRIO

Projeto criado com o intuito de ensinar crianças e jovens a utilizar o sistema metroviário de forma adequada e segura, fazendo deles disseminadores dessa cultura para os adultos. No ano de 2011, a TRENSURB recebeu através deste programa 238 visitas de 134 escolas, num total de 21.202 visitantes. Apresenta-se na sequência a relação de visitas por mês e cidade de origem das escolas.

JANEIRO

Porto Alegre: 1

FEVEREIRO

Porto Alegre: 2

Sapucaia: 2

São Leopoldo: 2

MARÇO

Novo Hamburgo: 10

Porto Alegre: 3

Canoas: 3

ABRIL

Esteio: 2

Porto Alegre: 5

São Leopoldo: 5

Sapiranga: 1

Canoas: 2

MAIO

Esteio: 5

Novo Hamburgo: 3

Porto Alegre: 11

Pelotas: 1

JUNHO

Porto Alegre: 10

Sapucaia: 3

Xangri-lá: 2

Canoas: 4

JULHO

Canoas: 1

Sapucaia: 1

Porto Alegre: 1

Novo Hamburgo: 3

Lajeado: 1

AGOSTO

Novo Hamburgo: 8

São Pedro da Serra: 1

Xangri-lá: 1

São Leopoldo: 1 Canoas: 1

Porto Alegre: 1

SETEMBRO

Portão: 1

São Pedro da Serra: 2

Sapucaia: 1

São Leopoldo: 2

Canoas: 3

Santa Clara do Sul: 1

Canudos: 1

Alvorada: 1

Bento Gonçalves: 1

Porto Alegre 1

OUTUBRO

Caxias: 1

São Leopoldo: 2

Ijui: 3

Sapucaia: 1

Colina: 1

Augusto Pestana: 1

Ivoti: 1

Esteio: 1

Portão: 1

Feliz: 1

Santa Cruz do Sul: 1

NOVEMBRO

Ivoti: 1

Esteio: 6

Canoas: 3

Feliz: 1

Parobé: 1

Vale Real: 2

Nova Hartz: 1

Poços da Anta: 1

Farroupilha: 1

Tuparandi: 1

DEZEMBRO

Crusaltense: 1

São Sebastião do Cai: 1

Novo Hamburgo: 1

Canoas: 1

Santa Cruz: 1

Augusto Pestana: 1

Esteio: 1

Porto Alegre: 35

Sapucaia: 8

São Leopoldo: 12

Novo Hamburgo: 25

Canoas: 18

Esteio: 15

Sapiranga: 1

Pelotas: 1

Xangri-lá: 3

Lajeado: 1

São Pedro da Serra: 3

Portão: 1

Santa Clara do Sul: 1

Canudos: 1

Alvorada: 1

Bento Gonçalves: 1

Caxias: 1

Ijui: 3

Colina: 1

Augusto Pestana: 1

Ivoti: 2

Portão: 1

Feliz: 2

Santa Cruz do Sul: 2

Parobé: 1

Vale Real: 2

Nova Hartz: 1

Poços da Anta: 1

Farroupilha: 1

Tuparandi: 1

Crusaltense: 1

São Sebastião do Cai: 1

Augusto Pestana: 1

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE TRANSPORTE PÚBLICO - ANTP

O Prêmio ANTP de Qualidade tem o objetivo de estimular as organizações de transporte e trânsito a adotarem modelos de gestão orientados para a excelência do desempenho e, em consequência, melhorarem a qualidade de seus serviços de modo contínuo e sustentado.
A participação no Prêmio ANTP de Qualidade ciclo 2009-2011 teve a coordenação do Comitê de Gestão da Qualidade, responsável por elaborar o relatório de inscrição, que objetiva obter, das candidatas, informações detalhadas sobre seu sistema de gestão e os resultados obtidos na satisfação de suas partes interessadas, de forma a permitir uma avaliação criteriosa. A adesão ao Prêmio consiste em assumir formalmente um compromisso de melhoria, realizar uma auto-avaliação com base nos critérios do Prêmio ANTP e desenvolver um plano de ação decorrente desta avaliação. A TRENSURB classificou-se como finalista nesta premiação.

PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO PÚBLICA E DESBUROCRATIZAÇÃO – GESPÚBLICA

Em 2011, a TRENSURB aderiu ao Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização (GesPública) que visa a contribuir para a qualidade dos serviços públicos prestados ao cidadão e para o aumento da competitividade do País.

O Programa Nacional de Gestão Pública, instituído pelo Decreto 5.378/2005, apoia centenas de órgãos e entidades da Administração Pública na melhoria de sua capacidade de produzir resultados efetivos para a sociedade. O GesPública orienta sua ação pela estratégia fundamental de promoção da excelência dirigida ao cidadão e por um conjunto de princípios voltados para a qualidade da gestão e dos serviços púbicos.

Trata-se de uma arrojada política pública formulada para a gestão. Está alicerçada em um modelo de gestão pública singular e tem como principais características: ser federativa e essencialmente pública; e estar focada em resultados para o cidadão.

PRÊMIO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2011

Iniciativa da Assembleia Legislativa RS reconhece o compromisso socioambiental das instituições. A TRENSURB inscreveu case destacando reassentamentos em decorrência das obras de expansão.


Empresa Certificada desde 2000 pelo Prêmio Responsabilidade Social da Assembléia Legislativa RS.

FINALISTA DO 8º CICLO DO PRÊMIO ANTP DE QUALIDADE

A TRENSURB recebeu placa de finalista do 8º Ciclo do Prêmio ANTP de Qualidade (2009 – 2011), da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP). Dos oito finalistas, a TRENSURB foi a única empresa metroferroviária.

PRÊMIO TOP SER HUMANO 2011

A TRENSURB é uma das vencedoras do Prêmio Top Ser Humano 2011, da Associação Brasileira de Recursos Humanos, seccional do Rio Grande do Sul (ABRH-RS). O case Centro de Bem-Estar e Saúde TRENSURB, destacando o Espaço de Condicionamento Físico, foi um dos 24 reconhecidos na categoria "empresa". A cobiçada premiação destaca exemplos de excelência em práticas de gestão de pessoas e desenvolvimento humano.

PRÊMIO REVISTA AMANHÃ 2011

A Trensurb entrou na lista das 100 maiores empresas da Região Sul do Brasil (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul). No ranking das 500 maiores empresas do sul do país, a Trensurb subiu da 113ª posição para a 88ª. Entre as 100 maiores do Rio Grande do Sul, a Trensurb passou de 44ª para 36ª. O estudo, promovido anualmente pela revista Amanhã e pela PricewaterhouseCoopers, leva em conta patrimônio líquido, receita bruta e o resultado-lucro ou prejuízo líquido das empresas, dados obtidos com a análise dos balanços patrimoniais publicados em 2010.


Durante o ano de 2011, aponta-se o crescimento das ações socioambientais desenvolvidas pela empresa. Dentre inúmeras ações, cabe destacar:

Prêmio Responsabilidade Social

Recebimento do troféu Tema Norteador Projetos de Sustentabilidade pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

Coleta seletiva

A TRENSURB completou, em 2011, quatro anos e meio de realização do projeto e encaminhou 45,7 toneladas de resíduos para reciclagem.

Descarte ecológico de lâmpadas fluorescentes

Foram encaminhadas para empresa especializada na descontaminação e reciclagem cinco mil lâmpadas fluorescentes utilizadas nos trens, estações, oficinas e prédios da empresa.

Campanha do Agasalho

Em 2011, 40.230 quilos de roupas e calçados foram arrecadados. As doações foram feitas a entidades de 15 municípios.

Biblioteca Livros sobre Trilhos

A biblioteca encerra o ano de 2011, com mais de dois mil sócios e com um acervo de 3.374 livros. A parceria da TRENSURB com o Instituto Brasil Leitor ofereceu também, programações para escolas e exposições artísticas.

Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P)

A TRENSURB aderiu ao programa A3P do Ministério do Meio Ambiente, que visa a implementar a gestão socioambiental sustentável das atividades administrativas e operacionais do Governo.

O sistema de transporte metroviário devido a sua alta capacidade e a sua via exclusiva possibilita que os demais modos de transporte, que transitam nas vias rodoviárias, tenham uma maior velocidade e, para tanto, menor consumo de combustível. Paralelamente, contribui com a redução do número de acidentes, com a diminuição de mortes, com os gastos de manutenção das vias públicas, com a redução da expansão das vias, com a economia de queima de combustíveis não renováveis (petróleo) e com a redução da poluição, entre outros benefícios.

Isso gera uma economia de 10,37 milhões de litros de óleo diesel e uma economia de 9,09 milhões de horas em tempo de viagem. Contabiliza-se, assim, uma economia total de R$ 119,78 milhões considerando-se a estimativa de custos unitários das externalidades.

Visando a melhorar, manter, aprimorar e suprir deficiências no seu atendimento, a TRENSURB realiza anualmente a Pesquisa Socioeconômica e de Nível de Satisfação dos Usuários com o objetivo de identificar o perfil socioeconômico dos mesmos e avaliar o grau e satisfação em relação ao nível de serviços oferecidos, procurando obter dados que identifiquem as potencialidades do seu sistema operativo, como também as fragilidades. Após análise, são tomadas as providências necessárias para a solução dos problemas.

O estudo da satisfação e do perfil dos usuários da TRENSURB foi realizado entre os dias 17 e 23 de outubro de 2011, com os usuários de todas as 17 (dezessete) estações. A metodologia consistiu em uma pesquisa quantitativa estratificada, com aplicação de um questionário estruturado e padronizado, composto por questões fechadas, dicotômicas, escalares e de múltipla escolha, obteve-se o índice de satisfação geral, de 91,6%. Considerado um excelente índice no serviço prestado a população. Foram entrevistados 1.500 usuários, sendo 1.257 realizadas em dias úteis e 243 em dias não úteis.

Para a segunda fase da pesquisa foi utilizado o método de pesquisa qualitativa com grupo de referência estratificada (total de 7 usuários) de diferentes cidades. A evolução ao longo dos anos da Satisfação Geral apresentou os seguintes resultados:

Análise por ano de realização das pesquisas

AVALIAÇÃO PESQUISA SATISFAÇÃO GERAL DOS USUÁRIOS 2003 2005 2007 2008 2009 2010 2011
INSATISFEITO 1,80 - 0,20 0,60 0,40 1,00 1,30
POUCO SATISFEITO 2,90 3,30 3,40 6,40 6,00 7,10 7,10
SATISFEITO 76,30 68,30 67,50 71,00 76,40 76,00 78,80
MUITO SATISFEITO 19,00 28,50 28,00 22,00 17,20 15,90 12,80
GRAU DE SATISFAÇÃO 95,30 96,70 95,50 93,00 93,60 91,90 91,60

Em relação ao perfil socioeconômico dos usuários do sistema TRENSURB, são consideramos os itens de gênero, faixa etária, grau de escolaridade, situação ocupacional, renda individual e familiar. A composição de perfil dos usuários da TRENSURB, identificada na respectiva pesquisa, é em sua maioria de pessoas entre 18 e 34 anos, ensino médio completo, que trabalham com carteira assinada e possuem renda individual e familiar de até três salários mínimos.

A TRENSURB tem como uma das suas prioridades a valorização do quadro funcional, através da transparência administrativa, democracia participava, incentivo à criatividade, atualização profissional e desenvolvimento da força de trabalho enquanto profissionais e seres humanos, em consonância com as diretrizes estratégicas.
Pela natureza dos seus serviços, uma empresa como a TRENSURB não poderia bem cumprir sua missão se não dedicasse relevante atenção aos seus recursos humanos. Por isso, ela oferece benefícios voltados à valorização dos seus empregados, que repercute na qualidade dos serviços prestados e no melhor atendimento do público usuário, garantindo assim a excelência de seu compromisso com a responsabilidade socioambiental.

Na sequência, destacam-se os principais projetos de valorização dos empregados.

PROGRAMA DE SAÚDE INTEGRADA

O Centro de Bem-Estar e Saúde, com o Espaço de Condicionamento Físico, proporciona a todos os empregados, desde 2010, serviços de musculação, pilates, yoga, massoterapia, quiropraxia, avaliação física e fisioterapia. As mudanças no restaurante da empresa representam mais uma fase na estruturação do Centro de Bem-Estar e Saúde – desde abril de 2011 os empregados contam com um serviço mais qualificado e saudável no restaurante da empresa. A TRENSURB é uma das vencedoras do Prêmio Top Ser Humano de 2011, da Associação Brasileira de Recursos Humanos, seccional do Rio Grande do Sul (ABRH-RS), com o case Centro de Bem-Estar e Saúde TRENSURB. A premiação destaca exemplos de excelência em práticas de gestão de pessoas e desenvolvimento humano. O case apresenta o processo de implantação e os resultados do Centro de Bem-Estar e Saúde da empresa, com destaque para o Espaço de Condicionamento Físico, ambiente amplo e bem equipado para a prática de exercícios de empregados de todas as idades. O Programa de Saúde Integrada da TRENSURB, do qual o Centro faz parte, busca o bem-estar físico e uma melhor qualidade de vida para os trabalhadores da empresa.

TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

O programa de Desenvolvimento Gerencial (Chefes/Gerentes/Supervisores), no ano de 2011, teve como objetivo desenvolver nos participantes as competências gerenciais que favoreçam o estilo de gestão predominantemente participativo, com foco no treinamento, acompanhamento e orientação da equipe de trabalho, além de proporcionar conhecimentos, desenvolver habilidades e atitudes de delegação e feedback na gestão de pessoas.
O Programa de Atualização Pós-Afastamento (PAPA) foi implementado com o objetivo de atualizar/orientar e integrar os empregados quando do retorno de afastamento de benefício previdenciário e férias, sobre as normas, procedimentos e orientações ocorridos na empresa durante seu afastamento.

CAPACITAÇÕES

A capacitação realizada pela TRENSURB é coerente com as diretrizes da Portaria Ministerial 118, de 02/04/2007, do Ministério das Cidades, em especial os parágrafos 1º e 2º do Art. 2º, que define o Programa Nacional de Capacitação – PNCC, no âmbito desse Ministério.

No ano de 2011, com o objetivo de capacitar e qualificar o quadro funcional com treinamentos técnicos e comportamentais, focados à função, foram realizados 86 treinamentos (28.705 horas).
Destacam-se, entre os projetos de capacitação executados, as seguintes atividades em 2011:

FOCO NO DESENVOLVIMENTO DE LÍDERES

Através do Programa de Desenvolvimento Gerencial, treinamento continuado que buscou capacitar e aperfeiçoar o trabalho de Gerentes, Chefes e Supervisores, especialmente em temas como delegação, feedback e gerenciamento de equipes e projetos. Destaca-se também o Workshop de Reuniões Produtivas, onde foi possível orientar os líderes quanto a conduzirem reuniões de forma clara e objetiva, além de controle de agendas.

FOCO NA CAPACITAÇÃO TÉCNICA

Realização de cursos específicos da área técnica, a fim de qualificar os empregados para o exercício de suas atividades e atender à legislação vigente. Destacam-se os treinamentos em Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade - NR 10 Básico, Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade - NR 10 Reciclagem, Curso Complementar-Segurança no Sistema Elétrico de Potência (SEP) e em suas Proximidades - NR 10 Avançado, Brigada de Incêndio;

FOCO NA INTEGRAÇÃO DE NOVOS EMPREGADOS

Atuação em projetos destinados a recepção e ambientação dos novos empregados ao novo ambiente de trabalho, através de ciclo de palestras realizadas por representantes das principais áreas da empresa e visita guiada à manutenção (oficinas), operação (TUE, estação e CCO) e administração (prédio administrativo), dinâmicas orientadas por psicóloga, além de outras atividades.

FOCO NA CAPACITAÇÃO DE NOVOS EMPREGADOS (OPERAÇÃO)

Realização de treinamentos cujo objetivo é capacitar os novos empregados para iniciarem suas atividades nos cargos de Assistentes Operacionais - Padrão 01 - Processo de Estações e Assistentes Operacionais - Padrão 01 - Segurança Metroviária, admitidos através de Concurso Público.

FOCO NA ATUALIZAÇÃO DE EMPREGADOS

Criação e implementação do PAPA - Programa de Atualização Pós-Afastamento, cujo intuito foi atualizar os empregados quanto a normas, procedimentos, indicadores e demais atividades desenvolvidas na TRENSURB;

FOCO NA MULTIPLICAÇÃO DO CONHECIMENTO

Através de programas ministrados por empregados da TRENSURB, a fim de esclarecer dúvidas, padronizar procedimentos e compartilhar informações. Destacam-se as atividades continuadas PAGC - Programa de Atualização em Gestão de Contratos e o PARH - Programa de Atualização em Recursos Humanos;

FOCO NA RECICLAGEM DE CONHECIMENTO

Realização de cursos destinados a promover uma atualização nos conhecimentos e nas ações necessárias em determinadas áreas e ocasiões. Pode-se destacar o Curso de Reciclagem em TUE (para os operadores de trem) e o Curso de Atualização para o CCO (para os operadores do centro de controle operacional).

SEGURANÇA DO TRABALHO

Em 2011, foram implementadas diversas atividades, com o objetivo de orientar, prevenir e instruir os empregados acerca de ações e procedimentos que visam à proteção de sua saúde e integridade física, tais como:

  • Cursos de Prevenção e Combate a Incêndio;
  • Cursos de Integração de Segurança do Trabalho às Empresas Contratadas;
  • Assessoramento a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA;
  • Inspeção Equipamentos de Proteção Individual – EPI;
  • Inspeções de segurança em atividades laborais TRENSURB e terceirizadas;
  • Estudo Ergonômico da cabine do trem Fase 2 e parte da Fase 3;
  • Projeto e contratação de locação dos bebedouros (melhoria no fornecimento de água potável e de qualidade aos empregados);
  • Campanha de Vacinas contra a gripe (H1N1);
  • Testes dielétricos em luvas de alta tensão e varas de manobras.

BENEFÍCIOS SOCIAIS

Além dos benefícios sociais garantidos por lei, a empresa investe, cada vez mais, na concessão de outros benefícios, por acreditar que isso impacta diretamente na qualidade de vida dos seus empregados e seus familiares, entre eles:

  • Atendimento nutricional;
  • Atendimento psicológico;
  • Atendimentos sociais;
  • Auxílio creche;
  • Serviços ambulatoriais;
  • Convênio SESI;
  • Assistência médica – Unimed;
  • Vale-alimentação;
  • Vale-transporte;
  • Previdência privada – BBPREV;
  • Centro de Bem-Estar e Saúde, com serviços de musculação, pilates, yoga, massoterapia, quiropraxia, avaliação física e fisioterapia.

INCENTIVOS À CULTURA

Em consonância com seus princípios norteadores, a TRENSURB assume como compromisso oferecer aos seus usuários e funcionários ações e programas que ampliem o acesso aos bens culturais para além dos espaços tradicionais.

SEXTA CURTA TRENSURB

Em 2011, os aprendizes do programa Estação Educar participaram semanalmente do Sexta Curta, com exibições também na sala de aula para os participantes do turno da manhã.

Na sua quinta temporada, o projeto já exibiu mais de 150 filmes, quase todos produções gaúchas, em parcerias firmadas com o Núcleo de Especiais da RBS TV, Associação Brasileira de Cinema de Animação, Casa de Cinema de Porto Alegre e produções independentes. O número de espectadores ultrapassa cinco mil pessoas.

A escolha do nome do projeto foi um verdadeiro insight, pois conseguiu resumir em três palavras o objetivo central do mesmo: Sexta (o dia escolhido para as exibições), Curta (filmes de curta metragem; verbo curtir; tornar a sexta mais curta), TRENSURB (local onde ocorre a exibição dos filmes). Já o slogan que acompanha a marca da ação, "Cultura, Lazer e Convivência", explicita os objetivos do programa para todos os públicos-alvo.

BIBLIOTECA LIVROS SOBRE TRILHOS

Com a marca de 2.458 sócios a Biblioteca Livros Sobre Trilhos, localizada na plataforma de embarque da Estação Mercado, em Porto Alegre, completou três anos de muitas atividades culturais e promoções mantendo seu principal objetivo: incentivo à leitura e à escrita.

Neste ano, foram elaboradas campanhas internas para incentivo à leitura através dos canais de comunicação internos com ênfase também na doação de livros para o acervo.

A Empresa entende ser fundamental a continuidade destes programas por acreditar na influência da cultura na vida cotidiana das pessoas. Também reconhece que programas como estes estimulam a convivência dos empregados, estagiários e contratados de diferentes áreas e idades.

Dentre os principais desafios que se impõem hoje aos modernos administradores públicos estão a ampliação das competências para administrar e o aprofundamento do controle. A melhoria da gestão tem por objetivo propiciar condições para que mais e melhores serviços públicos sejam produzidos, da forma mais eficiente possível. E, para que isso ocorra, os recursos de que o Governo dispõe devem ser utilizados de forma estratégica.

Com base nesta premissa, estruturou-se a revisão do Planejamento Estratégico e a elaboração do Plano de Negócios. Nesses estudos, buscou-se alinhar as diretrizes políticas da atual gestão de Governo. A fundamentação geral foi buscar o alinhamento com as direções do Governo Federal para a Administração Pública e Estatal.

Dessa forma e com base no tripé da sustentabilidade – gerar valor nas dimensões ambiental, econômica e social –, a TRENSURB conduz sua gestão com foco para a definição de formas mais eficientes, a fim de reduzir desperdícios, racionalizar o uso dos recursos e organizar o planejamento de todas as suas estruturas organizacionais.

BALANÇO SOCIOAMBIENTAL CONSOLIDADO
1 ORIGEM DOS RECURSOS 2010 2011
1.1 Receitas Totais 189.722.383 191.611.622
1.1.1 Recursos Governamentais (Subvenções) 112.182.857 115.861.486
1.1.2 Doações de Pessoas Jurídicas 0,00 0,00
1.1.3 Doações de Pessoas Físicas 0,00 0,00
1.1.4 Contribuições 0,00 0,00
1.1.5 Patrocínios 0,00 0,00
1.1.6 Cooperação Internacional 0,00 0,00
1.1.7 Prestação de Serviços e/ou Venda de Produtos 72.416.677 69.988.389
1.1.8 Outras Receitas 5.122.849 5.761.747
2. APLICAÇÃO DOS RECURSOS 2010 2011
2.1 Despesas Totais 558.156.163 515.208.966
2.1.1 Projetos, Programas e Ações Sociais 30.354.963 35.339.928
2.1.2 Pessoal (salário + benefícios + encargos) 69.153.289 99.029.017
2.1.3 Despesas operacionais (exceto pessoal) 28.288.327 28.671.553
2.1.4 Despesas com impostos e taxas 4.810.184 4.765.694
2.1.5 Despesas Financeiras 32.057.125 47.887.707
2.1.6 Outras Despesas 66.940.569 62.441.323
2.1.7 Investimento em bens de capital 297.515.394 237.073.744
3. INDICADORES SOCIAIS INTERNOS 2010 2011
3.1 Ações e Benefícios para os Funcionários 13.097.204 12.942.258
3.1.1 Alimentação 6.188.148 6.150.878
3.1.2 Educação (Pós-Graduação) 188.120 26.180
3.1.3 Capacitação e Desenvolvimento Profissional 554.232 103.172
3.1.4 Creche ou Auxílio Creche 367.117 358.054
3.1.5 Saúde (Convênios: Unimed ,SESI) e Academia 2.878.583 3.393.801
3.1.6 Segurança e Higiene do Trabalho (Cursos e Compras de EPIs) 568.335 685.962
3.1.7 Transporte (Vale-Transporte) 297.873 234.299
3.1.8 Bolsas/Estágios 793.545 1.012.578
3.1.9 Outros Benefícios-BBPREV 1.261.251 977.333
4. INDICADORES SOCIAIS EXTERNOS 2010 2011
4.1 Ações e Benefícios para a Sociedade 30.354.963 35.339.928
4.1.1 Segurança Alimentar/Combate a Fome* (Painel do Trabalhador)Futuro Usuário/Campanha Agasalho 62.340 396.546
4.1.2 Educação Popular (Estação Educar) 304.731 362.405
4.1.3 Saúde (Ambulância nas estações) 220.080 232.960
4.1.4 Cultura e Lazer - Arte nos Trilhos (Música e Dança), Galeria Mario Quintana (Exposições), Biblioteca (Livros sobre Trilhos). 11.500 16.000
4.1.5 Combate à Violência (Instalação de Câmaras nas estações/entorno) 360.000 557.520
4.1.6 Geração de Emprego e Renda (Quiosques Sociais + Serviços de Terceiros) 29.396.312 33.774.497
5. EMPREGADOS 2010 2011
5.1. Admissões no período 213 111
5.2 Demissões no período 61 173
5.3 Total de Funcionários no final do exercício 1.180 1.119
5.3.1 Total de funcionários até 30 anos 222 192
5.3.2 Total de funcionários de 31 até 40 anos 120 138
5.3.3 Total de funcionários de 41 até 50 anos 410 337
5.3.4 Total de funcionários de 51 até 60 anos 398 419
5.3.5 Total de funcionários acima de 60 anos 30 32
5.4 Portadores de necessidades especiais 4 4
5.5 Aposentados 86 77
5.6 Estagiários 116 134
5.7 Acidentes do Trabalho 46 49
5.8 Qualificação do Corpo Funcional 2010 2011
5.8.1 Pós-graduados 35 41
5.8.2 Graduados 226 225
5.8.3 Graduandos 223 221
5.8.4 Ensino médio completo 514 443
5.8.5 Ensino fundamental completo 112 39
5.8.6 Ensino fundamental incompleto 70 71
Não-alfabetizados 0 0
6. AÇÕES AMBIENTAIS 2010 2011
6.1 Investimentos em Meio Ambiente/Desenvolvimento Sustentável-Deseconomias em milhões de Reais 104,61 119,78
6.2 Multas e Indenizações pagas por infração à Legislação Ambiental 0,00 0,00
6.3 Descrever quantidade e tipo de infração à legislação ambiental 0,00 0,00
FONTES DOS DADOS SECOP (1,2,3); GECIN,SERAM,SETRE,SECOP,SEACO,SENOV (4); SEPES (5); SEPLA (6).