Home Página Inicial > Notícias > TRENSURB LANÇA NOVA CAMPANHA PARA DESESTIMULAR O COMÉRCIO IRREGULAR E A MENDICÂNCIA

TRENSURB LANÇA NOVA CAMPANHA PARA DESESTIMULAR O COMÉRCIO IRREGULAR E A MENDICÂNCIA

21.11.2018

“Sem compradores, sem vendedores; sem doadores, sem pedintes” é o mote de nova campanha de comunicação, que também será acompanhada por intensificação de ações da segurança metroviária para coibir práticas indevidas.

A Trensurb está lançando uma nova campanha de comunicação buscando desestimular o comércio irregular e a mendicância nos trens e estações. Com o mote “sem compradores, sem vendedores; sem doadores, sem pedintes”, o objetivo da campanha é conscientizar os usuários do metrô para que não contribuam com comerciantes e pedintes que atuam indevidamente no sistema. A mendicância e a venda não autorizada de mercadorias nas dependências da Trensurb são proibidas pelo Regulamento do Usuário – disponível nas estações e online – e motivo de reclamações frequentes recebidas pela Ouvidoria da empresa. As peças da campanha serão divulgadas nos monitores do Canal Você, no jornal-mural Notícia na Linha – ambos presentes em trens e estações – e nos perfis da Trensurb nas redes sociais. Avisos sonoros nos trens também irão reforçar a mensagem de conscientização.
 
Segundo o gerente de Comunicação Integrada da Trensurb, Jânio Ayres, “essa nova campanha de conscientização, aliada às blitzes da área operacional, busca resgatar o espaço público dos trens para uma viagem tranquila dos usuários, sem vendedores e pedintes”. Embora tenha função essencialmente operacional, de prestar assistência aos usuários do metrô, a segurança metroviária da Trensurb realiza ações a fim de coibir a mendicância e o comércio indevido no metrô. Simultaneamente à campanha de comunicação, essas ações estão sendo intensificadas. O gerente de Operações da Trensurb, Carlos André da Silva, classifica a campanha como um grande apoio ao trabalho operacional, capaz de contribuir com a conscientização do usuário em relação às ações da segurança e à proibição do comércio e da mendicância.
 
“As pessoas que querem vender precisam utilizar os espaços comerciais que a empresa oferece. No trem, os usuários querem ter uma viagem tranquila”, afirma Ayres. “Sabemos, também, da solidariedade dos usuários para as mensagens de ajuda, porém também sabemos que muitos vendedores e pedintes usam mensagens apelativas ou falsas para motivarem suas ações”, completa. A fim de desestimular essas práticas, a empresa faz um apelo para que os usuários do sistema nunca comprem nada de vendedores irregulares nem deem esmola nos trens e estações. “O usuário precisa se conscientizar que somente a ação dos agentes de segurança não dá conta de acabar com o problema, que gera centenas de reclamações nos canais de relacionamento da empresa. É preciso que cada um faça sua parte”, declara o gerente de Comunicação da Trensurb.
 
Os passageiros podem denunciar o comércio irregular e a mendicância no metrô ligando para a Ouvidoria da empresa, nos dias úteis, das 7h às 19h, no número (51) 3363-8477 ou entrando em contato por meio do telefone de emergência da Trensurb, (51) 3363-8026, com atendimento 24 horas por dia, sete dias por semana.
 
Arte: Gabriel Vacaro/Trensurb

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
12345de 477paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap=5236&codigo_sitemap_pai=96&sitemapPage=2

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000