Home Página Inicial > Notícias > "FIM DA LINHA PARA A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER": LANÇADA CAMPANHA DO COMITÊ ELESPORELAS E DA TRENSURB

"FIM DA LINHA PARA A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER": LANÇADA CAMPANHA DO COMITÊ ELESPORELAS E DA TRENSURB

31.07.2018

Iniciativa contará com divulgação e intervenções no metrô, buscando incentivar a denúncia de casos de assédio.

Com o slogan ‘Fim da linha para a violência contra a mulher’, o Comitê Gaúcho Impulsor ElesPorElas, integrante do movimento mundial da ONU Mulheres, lançou na segunda-feira (30) uma campanha em parceria com a Trensurb. O objetivo é inibir o assédio sexual contra mulheres principalmente dentro do metrô.
 
A campanha é o primeiro projeto coletivo do Comitê a provocar o tema pelo fim da violência contra mulheres em espaços de transportes públicos. Cartazes e painéis estão sendo espalhados por trens e estações, entre Porto Alegre e Novo Hamburgo. As peças têm imagens com destaque para o número 180 da Central de Atendimento à Mulher. A ligação é gratuita. Usuários do sistema que presenciarem ou forem vítimas de violência ou assédio ainda podem entrar em contato com a Trensurb por meio do telefone de emergência (51) 3363-8026 ou mandar SMS para o canal de denúncias/emergências (51) 98463-9863 (ambos disponíveis 24 horas). Também podem utilizar o telefone ponto a ponto disponível em todas as estações para contato com a Ouvidoria da Trensurb, ou ainda procurar um dos empregados do metrô nas estações. Além dos cartazes, a campanha terá outras atividades, como intervenções artísticas com o uso grafite e de batalhas de rap que ocorrerão por um período de três meses em estações selecionadas.
 
Para o lançamento, esteve em Porto Alegre a doutora Nadine Gasman, representante do Escritório da ONU Mulheres no Brasil. Ela foi recebida pelo diretor-presidente da Trensurb, David Borille, e pelo coordenador do Comitê Gaúcho ElesPorElas, o deputado estadual Edegar Pretto. Eles embarcaram no metrô na Estação Mercado, junto a convidados, tendo como destino a Estação Canoas. No trajeto, um casal de atores encenou um caso de assédio como parte da campanha para conscientizar usuários do trem. Na simulação, o homem segurava a menina pelo braço e a seguia pelos vagões. Ao final, alertaram para os perigos do machismo na sociedade. Na Estação Canoas, houve a exibição de um painel de grafite da artista Ana Carolina Kruze Marchesan. Depois, o lançamento oficial foi realizado na Unilasalle, com um show de hip hop.
 
No ato de lançamento, o diretor-presidente da Trensurb, David Borille, destacou que a campanha tem o objetivo de espalhar a mensagem pela igualdade de gênero e o fim da violência contra as mulheres entre os usuários do metrô. Ele avalia que a cultura do hip hop, por meio do grafite e do rap, vai ser importante para a divulgação da mensagem, especialmente para as periferias. “Se cada um fizer a sua parte vamos acabar com os casos de assédio”, declarou.
 
A representante do Escritório da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, falou da iniciativa e do comprometimento do Comitê Gaúcho com o público, sobretudo no trabalho contra o machismo e fim da violência contra as mulheres: “Este é o primeiro comitê estadual no Brasil, e coloca em discussão o assédio sexual contra mulheres e meninas, que é uma preocupação da ONU Mulheres no mundo inteiro”. Por sua vez, o coordenador do Comitê Gaúcho Impulsor ElesPorElas, Edegar Pretto, afirmou: “É preciso engajamento entre homens e mulheres, para que juntos possamos combater a violência contra as mulheres. Quando se fala em assédio, se fala de uma cultura machista que ainda olha a mulher como objeto. Quem sofre assédio pode e deve denunciar”. O reitor da Unilasalle, Paulo Fossatti, também destacou que é preciso romper o silêncio que acoberta a violência contra as mulheres. “Olho para este projeto com grande esperança. Onde encontramos uma desigualdade temos a obrigação de mostrar indignação. Estamos engajados”, afirmou.
 
Sistematicamente, a Trensurb participa de campanhas e atividades pela igualdade de gênero e o fim da violência contra as mulheres. Em 2013, a empresa formou um grupo de trabalho com o objetivo de discutir e expandir, no ambiente da Trensurb, a promoção da igualdade de gênero e a prevenção e o combate a todas as formas de violência contra as mulheres. No mesmo ano, a estatal aderiu ao Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, iniciativa do governo federal que busca promover a igualdade de oportunidades e de tratamento entre homens e mulheres, e diferentes raças e etnias por meio do desenvolvimento de novas concepções na gestão de pessoas e nas culturas organizacionais. Em 2015, a empresa aderiu ao ElesPorElas e, em 2017, ao Comitê Gaúcho Impulsor do movimento.
 
Todas as entidades que se unem ao Comitê devem promover uma mudança interna ou criação de programas de empoderamento e defesa das mulheres. A campanha é coordenada pelo Comitê Gaúcho Impulsor ElesPorElas, com participação da Trensurb, Universidade La Salle, Agência Moove, Ministério Público, Associação de Procuradores do Estado, Coletivo Hip Hop Linha do Trem e Escritório da ONU em Brasília.
 
Foto: Artur Colombo/Trensurb

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
12345de 474paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap=5163&codigo_sitemap_pai=96&sitemapPage=2

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000