Trensurb incentiva compartilhamento de livros entre metroviários

A Trensurb busca contribuir com a democratização do acesso à literatura e incentivar o hábito da leitura com iniciativas como o Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos e o projeto Livros Livres. Agora, esses esforços estão sendo direcionados também aos empregados que atuam na estatal. Uma velha geladeira da empresa ganhou um novo propósito, transformando-se na Geloteca Livros Livres, um local para compartilhamento de obras literárias entre os metroviários na sede da Trensurb – a exemplo do que acontece nas caixas customizadas do projeto homônimo, que promove o compartilhamento de livros nas estações.

A ideia da Geloteca surgiu a partir de conversas entre metroviários por meio de aplicativos de troca de mensagens. Primeiramente, pensou-se na possibilidade de se ter um espaço para compartilhamento de livros já lidos pelos empregados – alguns deles, inclusive, já tinham o costume de compartilhar obras literárias em locais públicos. Depois, houve a sugestão de se utilizar uma geladeira para esse fim – conceito que um metroviário conheceu em uma viagem. Localizou-se então uma antiga geladeira da empresa, defeituosa e sem possibilidade de conserto, que foi adesivada e recebeu o nome de Geloteca Livros Livres.

Um dos empregados da Trensurb envolvidos na criação da Geloteca, Paulo André Geitens acredita que “esse tipo de iniciativa serve para desenvolver a generosidade nas pessoas, além de promover a cultura e o desapego de dinheiro e de valores”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *