Gestão de pessoas

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com cerca de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 49 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores, um órgão de auditoria interna e uma ouvidoria. Conheça o trabalho da Gerência de Recursos Humanos (Gereh).

Quem faz? A gerência conta com o trabalho de oito empregados: a gerente, cinco administradores, um assistente e um assessor. Subordinada à Diretoria de Administração e Finanças, a Gereh é composta pelos setores de Pessoal (Sepes), de Treinamento (Setre) e de Higiene e Segurança do Trabalho (Seset).

O que faz? A Gerência de Recursos Humanos é responsável por elaborar, em consonância com as diretrizes estratégicas da Trensurb, as políticas de gestão de pessoas: negociações coletivas, gestão do conhecimento, sucessão, planejamento da força de trabalho, remuneração, gestão de carreira, saúde, segurança e qualidade de vida no trabalho, sem perder de vista os valores da empresa.

Leia mais →

Buscando a satisfação dos empregados

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com mais de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho do Setor de Pessoal (Sepes).

Quem faz? A equipe do Sepes conta com 15 empregados, incluindo administradores, contadores, técnicos em administração e em contabilidade, auxiliares de serviços, assistentes de gestão e assessores. Trabalham no setor, ainda, estagiários da área de administração de empresas.

O que faz? Administração de pessoal. A área faz gestão dos registros pessoais e financeiros da vida profissional dos empregados da Trensurb. As ações mais demandadas são aquelas que envolvem frequência do empregado – ponto, horas extras e férias.

Leia mais →

Michele Ferreira

Feliz em lidar com pessoas

Michele da Silva Ferreira, de 29 anos, é técnica em administração, formada também em publicidade e propaganda, e trabalha no Setor de Pessoal (Sepes) da Trensurb há três anos. Porém, foram quase três anos também de espera para que conseguisse sua vaga, conquistada através de um concurso público. Antes disso, iniciou sua carreira profissional atuando no comércio, pois sempre gostou de trabalhar com pessoas, ajudá-las – função que ainda executa, atendendo aos empregados da Trensurb, na secretaria do setor.

No tempo livre, Michele gosta de ficar em casa e de assistir seriados com temáticas diversas. Seu preferido é Grey’s Anatomy. Também gosta de fotografia e tem muita vontade de viajar para o exterior, conhecer lugares diferentes.

Leia mais →

Desenvolvendo competências

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com mais de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho do Setor de Treinamento (Setre).

Quem faz? A equipe do Setre é composta por cinco empregados, três administradores e dois técnicos em administração. Também fazem parte do setor três estagiários, um de ensino superior e dois de ensino médio.

O que faz? O Setre tem como objetivo principal o desenvolvimento das competências individuais e coletivas dos empregados, sendo os treinamentos voltados para a eficiência das pessoas no desempenho de atividades pertinentes à sua ocupação. O processo de desenvolvimento organizacional é fundamental e de grande importância para a empresa, visando com a capacitação dos empregados a melhoria nos serviços prestados e uma maior satisfação dos usuários do metrô.

Leia mais →