Controle das finanças

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com cerca de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho da Gerência de Orçamento e Finanças (Georf).

Quem faz? Enquanto unidade administrativa da Trensurb, a Georf é constituída por apenas uma pessoa, o gerente Jair Bernardo Corrêa, administrador de empresas formado pela Unisinos, que possui pós-graduações em logística, pela UFRGS, administração da tecnologia da informação, pela Unisinos, e gestão de negócios, pela Fundação Dom Cabral.

À gerência, no entanto, estão vinculados três setores: de Orçamento (Seorc), de Pagamentos e Receitas (Separ) e de Contabilidade e Patrimônio (Secop). Incluindo a gerência e os três setores, são 27 empregados, entre contadores, administradores, técnicos administrativos, técnicos contábeis e assistentes. Há, também, estagiários das áreas de ciências contábeis e administração de empresas. A Georf responde diretamente à Diretoria de Administração e Finanças da empresa. 

O que faz? As atividades desenvolvidas pela Georf e seus setores são: orientação, coordenação e controle da execução das diretrizes estabelecidas pela Diretoria de Administração e Finanças para as atividades de orçamento, receitas, guarda e aplicação dos recursos financeiros, acompanhamento das despesas, pagamentos, apuração de tributos, atividades contábeis e de controle dos bens patrimoniais.

Leia mais →

Inovação, negócios e sustentabilidade

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com mais de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho do Setor de Novos Negócios (Senov).

Quem faz? O setor conta com uma equipe formada por administradores, técnicos em administração e assistentes administrativos.

O que faz? O Senov responde à Gerência Comercial (Gecom), que, por sua vez, é subordinada à Superintendência de Desenvolvimento Comercial (Sudec). O Setor de Novos Negócios é responsável por captar capital privado para a Trensurb. Em 2015 cerca de R$ 476 mil foram arrecadados mensalmente, em média, através da exploração de espaços comerciais e publicitários no metrô. Desde 2009, com a criação da Sudec, até o fim do ano passado, o setor já angariou aproximados R$ 27 milhões, que ajudam a garantir a sustentabilidade da Trensurb e diminuir a necessidade de subvenção federal para o equilíbrio entre receitas e despesas. A chefe do setor, Luana Bruxel, destaca que a inovação é um aspecto importante na hora de oferecer um espaço comercial no metrô. “Nós pensamos nas possibilidades de divulgar marcas em espaços do metrô, como o envelopamento dos trens, por dentro e por fora. Após termos a ideia, as agências de publicidade contratadas elaboram uma forma prática de aplicá-las no mercado”, explica.

Leia mais →

Responsabilidade com o dinheiro público

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com mais de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho do Setor de Pagamentos e Receitas (Separ).

Quem faz? A equipe do Separ é composta por dez empregados: dois técnicos em contabilidade, quatro técnicos em administração e quatro administradores, incluindo o chefe do setor. Também fazem parte da unidade quatro estagiários de nível superior: três cursam administração de empresas e uma, faculdade de ciências contábeis.

O que faz? O Separ é o setor financeiro da Trensurb que controla e centraliza todos os pagamentos da empresa e também controla as receitas. A unidade operacionaliza todos os pagamentos, desde os itens mais simples comprados, como parafusos, até as compras mais complexas e de grande monta como a dos novos trens, o contrato de expansão a Novo Hamburgo e a folha de pessoal.

Além disso, a unidade controla e registras todas as receitas da Trensurb, como as financeiras e comerciais, além da arrecadação das estações (receita operacional), controlada diretamente através de tesouraria na empresa de transporte de valores.

Leia mais →

Monitorando receitas e despesas

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com mais de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho do Setor de Orçamento (Seorc).

Quem faz? A equipe do Seorc é composta por três empregados: um administrador, um assessor e um chefe de setor. Também faz parte da unidade um estagiário de nível superior que cursa economia.

O que faz? O Setor de Orçamento da Trensurb é responsável pela elaboração da proposta orçamentária da empresa junto ao Ministério das Cidades, órgão ao qual a empresa está vinculada. A unidade, após a publicação da Lei de Orçamento, tem o trabalho de monitorar a execução de todas as ações orçamentárias pertencentes à Trensurb.

Leia mais →