logotipo AMA Samaritano

Um ombro amigo sempre que precisar

logotipo AMA Samaritano

 

Já dizia a música do Milton Nascimento, que “amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito”. No entanto a vida é cheia de caminhos e decisões que podem te deixar sozinho em alguns momentos. Ter uma palavra de carinho e solidariedade nessas horas pode fazer a diferença. É pensando nisso que foi criado em 1953, na Inglaterra, o grupo Amigos Anônimos Samaritanos Mundiais – AMA.

A entidade internacional possui 38 mil voluntários atuando em 480 postos espalhados pelo mundo. O único posto instalado em uma estação de metrô fica aqui, na Estação Farrapos/IPA da Trensurb.

O objetivo do AMA é oferecer apoio emocional a quem precisa e evitar situações que atentem contra a vida, sem fins políticos, religiosos, financeiros e filosóficos. Os amigos anônimos estão dispostos a ouvir e apoiar a quem os procura, compreendendo os sentimentos alheios com sigilo absoluto e atendimento totalmente gratuito.

Quem precisa de uma palavra de conforto ou quer fazer parte do AMA, pode entrar em contato a qualquer momento pelo telefone (51) 3211-2888 das 13h às 22h em qualquer dia da semana, ou enviar um e-mail para samaritanosmundiais@gmail.com. Na Estação Farrapos, o atendimento acontece das 13h às 16h nas terças e quintas, e das 19h às 22h nas terças e sábados.

Foto: Arquivo Trensurb

Dia D na Trensurb – limpeza e organização

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Trabalhar em um ambiente organizado, limpo e com ações sustentáveis. O Dia D é uma ação interna da Trensurb que visa melhorar o ambiente de trabalho de quem atua na área de manutenção dos trens.

Durante a atividade, realizada no início do mês, os funcionários refizeram a pintura de faixas de sinalização nas portas e no chão, além de organizarem materiais de escritório e de manutenção. Os objetos sem uso ou com problemas foram enviados para descarte ou reciclagem.

O Dia D é inspirado no Programa 5S, uma ferramenta de qualidade criada no Japão e baseada em uma filosofia de trabalho que promove a consciência e a responsabilidade de todos em um setor. Segundo o diretor de Operações da Trensurb, Paulo Renato Amaral, “esta iniciativa é fundamental para manter um alto padrão de eficiência e segurança no local de trabalho desses profissionais, pois com um ambiente limpo e organizado, além de se oferecer mais qualidade de vida aos que trabalham lá, teremos também uma maior produtividade nos serviços de manutenção”.

 

Foto: Arquivo Trensurb

Estação Canoas mais colorida

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Se você circulou pela Estação Mercado no mês passado, pôde observar na Galeria Mario Quintana a exposição “Vida Paralela”, que reunia imagens de grafites feitos em muros e trabalhos em papel do artista plástico Amaro Abreu. Agora ele empresta sua arte para levar mais cor e vida para a Estação Canoas/LaSalle.

A intervenção fez parte do 1º Canoas Multicultural, realização da prefeitura municipal que coordenou atividades em diversos pontos da cidade. Além de Amaro, outros oito artistas de rua foram convidados a fazer seus traços no muro da Estação. “Cada um traz sua cultura e com isso temos uma grande diversidade artística nesse trabalho”, destaca o artista. Ele ainda ressalta que os desenhos ajudam a descontrair a rotina de quem passa pela Avenida Victor Barreto.

Nós já falamos do Amaro Abreu e da exposição Vida Paralela. Clique aqui para ler.

 

bira

Na luta pela cidadania

Foto: Arquivo Trensurb

Durante os últimos meses estamos contando histórias de pessoas que estão conectadas com a Trensurb de alguma forma. Como foi o caso do Lícaro e da Nailane que se conheceram nas viagens de trem, ou do Flávio, que trabalha no centro de controle operacional da empresa e cultiva as tradições gaúchas em cima de sua Harley Davidson.

Hoje é a vez do Bira, ou melhor dizendo, do Ubirajara Carvalho Toledo, 54 anos. Técnico industrial do Setor de Sinalização, ele trabalha na Trensurb há 28 anos.

Formado em Direito na Unilasalle, Bira tem em sua trajetória muito ativismo e luta no movimento social negro. Desde 1999 ele está engajado em contribuir com as comunidades rurais negras. Atualmente, Ubirajara é coordenador do Instituto de Assessoria às Comunidades Remanescentes de Quilombolas (IACOREQ), que busca desenvolver a cidadania nessas comunidades do Rio Grande do Sul.

O IACOREQ conta com aproximadamente 25 associados e profissionais de diversas áreas que trabalham voluntariamente.  Fundado em 18 de dezembro de 2001, ele foi o pioneiro na localização e cadastramento de quilombos no estado. “Nós somos apenas amplificadores das demandas dessas comunidades”, conta Bira.

Ano passado, Ubirajara fez parte da exposição Lanceiros Contemporâneos, organizada pelos Correios, e que esteve na Estação Mercado em março, destacando 20 personalidades por seu trabalho em prol das causas dos movimentos sociais afro-brasileiros.

Foto: Arquivo Trensurb

Excelência em gestão pública

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Dia 12 de dezembro será um dia especial para a Trensurb. Nesta data nós vamos receber duas certificações que atestam o crescimento da empresa em proporcionar o melhor para os usuários: GesPública e PGQP.

O Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização (GesPública) é o resultado da evolução histórica de uma série de iniciativas do Governo Federal para promover a gestão pública de excelência. Criado em 2005, o Programa tem como principais características ser essencialmente público, ser contemporâneo, estar voltado para a disposição de resultados para a sociedade e ser federativo – com aplicação a toda a administração pública, em todos os poderes e esferas do governo.

Já o Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade foi criado em 1992 com o objetivo de promover a competitividade do Rio Grande do Sul para melhoria da qualidade de vida das pessoas através da busca da excelência em gestão com foco na sustentabilidade.

Parabéns a todos que colaboraram para estas conquistas, e que venham muitas outras!

Denis2

Gente nova nas estações

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Dênis Guilherme de Oliveira, 30 anos, é um dos 21 novos funcionários da Trensurb que estão participando do processo de integração na empresa: ele foi aprovado para o cargo de Assistente Operacional e vai trabalhar nas estações. Mora em São Leopoldo, é casado com Alessandra de Oliveira e tem uma filha de dois anos e oito meses, a Laura. Dênis não é novo no funcionalismo público. Ele era concursado da Secretaria Municipal de Água e Esgotos de São Leopoldo, onde trabalhou por cinco anos. Como bom morador da região metropolitana (é natural de Canoas), ele conta que o trem faz parte da sua vida desde sempre.

A empolgação com o novo emprego é visível nas atitudes de Dênis. Ele diz que é interessado em aprender e gosta de tomar a frente nas tarefas, de ter a liderança. Durante as atividades de integração, ele destacou que os funcionários que foram convidados a conversar com ele e seus colegas durante a primeira semana do processo lhe deixaram pensando bastante sobre o seu futuro na Trensurb: “Algumas pessoas que vieram conversar conosco têm 20, 25 anos de empresa e começaram nas estações, assim como eu. É muito legal saber que a empresa incentiva, valoriza e dá oportunidade para os funcionários de estudarem e crescerem aqui dentro“.

Como assistente operacional, Dênis já conquistou sua primeira usuária: Laura, sua filha, que andou pela primeira vez nos trens. “Ela ficou fascinada“, conta o mais novo funcionário da Trensurb.

Seja bem-vindo, Dênis!