Mãe, metroviária e mestranda

Kelen dos Santos Jaboinski Valério tem 29 anos, é natural de Porto Alegre e mora há três anos em Canoas. Graduada em filosofia pela UFRGS, tem pós-graduação em psicopedagogia pela Unilasalle e atualmente cursa mestrado em filosofia para crianças, pela Universidade dos Açores, em Portugal. No final deste ano, irá defender sua tese em Portugal. Em 2012, Kelen prestou o concurso público da Trensurb, para a função de agente metroviária. Em agosto de 2013, ela foi convocada e, desde então, desempenha a função para a qual foi selecionada, atendendo os usuários do metrô.

Foi no primeiro ano de empresa que, trabalhando na Estação Canoas, conheceu seu marido, Júlio Valério, que também atuava no local. Casados há quatro anos, eles adotaram três filhos de quatro patas, os cães Chico, Bruce e Thobias. Mais tarde, pra completar a família, veio o bebê Pietro, que completou um ano em abril. “Ao descobrir que estava grávida do Pietro, fiquei muito contente e, ao mesmo tempo, preocupada. O que me aliviou bastante foi o amparo que recebi dentro e fora da empresa”, relata Kelen. Ela e o marido estavam trabalhando juntos na Estação Niterói antes do nascimento do filho. Hoje, atuam em turnos diferentes para melhor adaptar suas rotinas às necessidades do bebê.

Leia mais →

Busca pelo aperfeiçoamento e um pouco de sorte

Frank Alves Ferreira, de 27 anos, é natural de Santana da Boa Vista, no interior do estado, e conheceu a Trensurb quando cursava engenharia civil na Universidade Federal do Rio Grande. Ele teve a oportunidade de visitar a empresa em dois momentos de crescimento: o primeiro foi durante a expansão da linha do metrô até Novo Hamburgo; mais tarde, visitou as obras do aeromóvel. O engenheiro fez o concurso para a Trensurb em 2013, enquanto ainda estava na faculdade. Quando se formou, em 2015, ingressou em um mestrado em engenharia de transportes pela Escola de Engenharia de São Carlos, da Universidade de São Paulo. Logo, foi convocado para trabalhar na empresa. Frank diz que teve “um pouco de sorte”, pois quando iniciou o trabalho na Trensurb, já havia concluído as disciplinas presenciais do mestrado e pôde seguir a pesquisa à distância, tendo reuniões de orientação via internet.

Frank faz parte do Setor de Planejamento e Projetos de Mobilidade Urbana (Semob), que tem como uma de suas principais atribuições o planejamento da integração do sistema metroviário a outros modais de transporte, como ônibus e bicicletas. Recentemente, o engenheiro e seus colegas desenvolveram um novo mapa interativo de linhas de ônibus integradas ao metrô, já disponível no site da Trensurb.

Leia mais →