O bom filho a casa torna

A história de Ana Paula Pinheiro Almada na Trensurb começou meio “sem querer”. Ana graduou-se em História no IPA e, na época, sonhava em lecionar em universidades. Buscando preparar-se para essa atividade, cursou mestrado em Letras pela Universidade do Porto, em Portugal. Quando retornou ao Brasil, Ana Paula percebeu que a docência não era para ela e decidiu prosseguir nos estudos, mas com foco em concursos.

Leia mais →

Coordenando a atividade-fim da empresa

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com cerca de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 49 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores, um órgão de auditoria interna e uma ouvidoria. Conheça o trabalho da Gerência de Operações (Geope).

Quem faz? A equipe da Geope é composta por quatro empregados: um gerente, dois assessores e um administrador. Também faz parte do setor um estagiário de nível superior.

O que faz? A Gerência de Operações é o órgão da empresa responsável pela orientação, coordenação e controle da execução das diretrizes estabelecidas pela Diretoria de Operações (Dirop) para as atividades centralizadas de controle operacional, de produção de transporte, venda de créditos de viagem, atendimento, informações e segurança dos usuários. Estão subordinadas à unidade os setores de Controle Operacional (Secot), Tráfego (Setra) e Operações (Seope).

Leia mais →

Das salas de aula para o metrô

Simone Rodrigues, 45 anos, é natural de São Paulo e trabalha há oito anos como agente metroviária da Trensurb, na função de operação de estações, atuando principalmente na bilheteria e na assistência aos usuários. Graduada em letras pela Universidade Guarulhos, Simone conta que conheceu o marido Carlos Alberto, gaúcho, durante a faculdade. Foi ele quem propôs que viessem morar no Rio Grande do Sul.

Antes de trabalhar na Trensurb, Simone era professora em uma escola em Canoas. No entanto, ela sentia que não tinha a didática necessária para ensinar, então decidiu prestar concurso público. Como havia considerado difícil a prova para a Trensurb e estava esperando o resultado de outro concurso, não acompanhou as etapas seguintes da seleção para ingressar na empresa. Um dia, enquanto dava aula, recebeu uma mensagem de seu filho, Guilherme, dizendo que a Trensurb havia entrado em contato e solicitava que ela comparecesse à sede administrativa para dar início ao processo de admissão. Simone conta que duvidou inicialmente, pois o filho é muito brincalhão. Resolveu tirar a dúvida quando chegou à Estação Niterói, onde costumava embarcar, e perguntou a um agente metroviário se sabia se a empresa estava convocando os classificados do último concurso. Diante da resposta positiva, acabou dando início à sua história na Trensurb.

Leia mais →

Cuidando das estações e dos usuários do metrô

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com cerca de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho do Setor de Operações (Seope).

Quem faz? O setor conta com mais de 450 profissionais, sendo o mais numeroso e abrangente da Trensurb. Todos os empregados da operação das estações e da segurança respondem ao Seope.

O que faz?  Ao maior setor da empresa, cabe também uma grande gama de atividades. Entre as principais, estão operação de estações, segurança operacional, atendimento ao usuário, venda de passagens e acompanhamento das atividades realizadas em todas as 22 estações do sistema metroviário, mais a Estação Salgado Filho, do aeromóvel.

Leia mais →

Os espaços culturais do metrô

Ao longo de sua história, a Trensurb tem buscado incentivar ações culturais em suas dependências – e fora delas –, alterando a rotina da comunidade através das mais diferentes formas de expressão artística e dando espaço para novos ou já reconhecidos talentos. Atua, para isso, em parceria com outras instituições, promove e apoia a realização de atividades dentro e fora do metrô. Buscando divulgar os espaços disponíveis para a população em geral e, especificamente, para os artistas, bem como o processo necessário para se fazer uso desses locais, a Trensurb publica o regulamento dos espaços culturais das estações. O documento está disponível na página da empresa na internet.

“Somos procurados por artistas e produtores para parcerias e, dessa forma, entendemos que a comunicação fluirá melhor e oportunizará que mais pessoas conheçam e se interessem em participar”, afirma o gerente de Comunicação Integrada da Trensurb, Jânio Ayres.

Leia mais →

Foto: Arquivo Trensurb

O Natal chegou mais cedo na Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

Foto: Arquivo Trensurb

 

Entre uma viagem e outra de trem você já deve ter pensado em algum momento no Natal. Principalmente nas compras, nos presentes, na ceia… Mas já parou para aproveitar as coisas boas que a data pode proporcionar, como um momento de lazer ao ouvir uma apresentação musical ou uma peça de teatro?

 

Para trazer um pouco da magia do Natal aos usuários, prefeituras e comunidades dos municípios de CanoasEsteioSão Leopoldo e Novo Hamburgo, com o apoio da Trensurb, organizaram diversas iniciativas culturais que irão acontecer nos trens e nas estações. São espetáculos de dança, música e teatro. Confira a nossa programação, faça uma pausa antes de ir para casa e aprecie:

– 10/12

17h30 – Folia dos Reis – Estação Mathias Velho.

19h – Estação da Música, com apresentação do Coral Amigos da Câmara, iniciando na Estação Santo Afonso, com deslocamento de trem até a Estação Rio dos Sinos.

– 11/12

17h30 – Folia dos Reis – Estação Canoas/LaSalle

– 12/12

20h30 – Esteio em Canto – Estação Esteio

– 13/12

19h30 – Apresentação de teclado de Rejane Rothemann – Estação São Leopoldo

20h30 – Coral e orquestra da escola Liberato – Estação São Leopoldo

– 14/12

10h30 – Estação da Música, com apresentação do Coral Amigos da Câmara, iniciando na Estação Santo Afonso, com deslocamento de trem até a Estação Rio dos Sinos.