O Dia do Trabalhador segundo os metroviários

No dia 1º de maio, é comemorado mundialmente o Dia do Trabalhador, feriado nacional no Brasil e em diversos países. Nessa data, no ano de 1886, em Chicago, Estados Unidos, milhares de trabalhadores foram às ruas lutar pela redução da jornada de 13 para oito horas diárias, bem como melhores condições de trabalho. Já no Brasil, estima-se que a data seja comemorada desde o ano de 1895, mas só se tornou oficial em 1925 após decreto do então presidente da república Artur Bernardes. Foi também, em 1º maio de 1940, que o presidente Getúlio Vargas instituiu o salário-mínimo nacional e, na mesma data, em 1941, foi criada a Justiça do Trabalho, específica para resolver questões de direito no âmbito trabalhista.

O Dia do Trabalhador – ou do Trabalho – é mais que apenas um feriado adicional no calendário. Trata-se de uma data de reflexão acerca das condições dos indivíduos enquanto trabalhadores. Na Trensurb, hoje, atuam cerca de mil empregados – além de mais de 400 profissionais de empresas contratadas –, que constituem a estrutura e um importante “patrimônio” da empresa. Convidamos alguns deles para dar suas opiniões sobre o sentido dessa data.

1 - Alice SEOPE 1200Alice Verônica Santos atua como agente metroviária há cerca de oito anos e afirma que a importância do Dia do Trabalhador é a consciência de cada um: “É um meio de você parar e refletir acerca do seu trabalho”. Para ela, a data serve também para se pensar nas condições dos trabalhadores na sociedade em geral, “pensar em como nós ainda não estamos no ideal e como tem gente que ainda não tem nem o mínimo.”

2 - Viviane setra 1200Já para Viviane Santos, que atua na parte administrativa do Setor de Tráfego desde 2012, a data é importante porque o trabalho de cada um reflete no cotidiano do todo, enquanto empresa. “O meu trabalho reflete no trabalho do colega, que reflete no trabalho do operador de trem, que reflete nas pessoas que vão utilizar o transporte público. É de extrema importância ter um dia para representar todos os outros 364 dias do ano, que todos trabalham”, afirma.

3 - Luzia Geinf 1200Desde fevereiro de 2014 na Trensurb, a analista de sistemas Luzia Mendes acredita que o Dia do Trabalhador é importante por ser um dia de reflexão acerca dos nossos direitos e deveres enquanto trabalhadores, principalmente dos deveres para com a empresa e o cidadão. “A diferença entre a Trensurb e outras empresas é justamente essa, a questão de que tudo o que é feito aqui, é feito para a sociedade, para a comunidade. Nós trabalhamos para a comunidade”, afirma.

4 - Inês Setra 1200Com 32 anos de empresa, a operadora de trens Inês Miranda acredita que se trata de um dia para agradecermos aos trabalhadores que lutaram por melhores condições de trabalho em sua época. “Toda essa nossa evolução tem tudo a ver com os esforços dos trabalhadores insatisfeitos que lutaram contra a pouca evolução das condições de trabalho deles”, afirma Inês.

5 - Andrei 1200Andrei Pinto atua há cerca de seis anos como segurança metroviário. Para ele, o Dia do Trabalhador é, principalmente, um dia importante para refletir sobre as nossas condições de trabalho. “É um dia importante para pensar sobre o trabalho e sobre o que cada um de nós pode fazer para melhorar a situação atual”, comenta. Ele também menciona ser um dia para descanso, afinal, o feriado também é um direito conquistado pelos trabalhadores.

6 - Cristiano manutenção 1200Cristiano Rodrigues, auxiliar de serviços gerais pela empresa Contrato Service, atua há seis meses como prestador de serviços para a Trensurb. Para ele, o Dia do Trabalhador é um dia para termos a consciência de que fazemos parte de um todo. Segundo ele, “é o dia em que todas as categorias, desde o presidente de uma empresa até o limpador de rua, podem dizer que é nosso, que cumprimos nosso dever e fomos lembrados por isso”.

7 - Jane limpeza 1200Jane Ferreira atua como auxiliar de limpeza no prédio administrativo, também pela Contrato Service, desde janeiro de 2015, e acredita que a data serve para lembrar o quão importante é o trabalho de todos: “Cada pessoa precisa fazer a sua parte para tudo correr organizadamente”. Ela acredita também que se cada um fizer a sua parte, é possível manter a organização na empresa e na sociedade como um todo.

8 - Lucas segurança 1200Por fim, para Lucas Alves, há quatro anos trabalhando na Seltec, prestando serviços de vigilância dentro da Trensurb desde outubro de 2015, o Dia do Trabalhador é um dia de reflexão, de avaliar o que a classe trabalhadora conseguiu conquistar nesses anos todos e tomar consciência sobre a valorização dos profissionais em cada área. “Devemos sempre buscar saber dos nossos direitos, das leis trabalhistas, além desse ser momento de reflexão para também buscarmos melhorias”, afirma Lucas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *