Novo sistema de radiocomunicação

A Trensurb está implantando o sistema de radiocomunicação digital com tecnologia Tetra, que possibilitará a transmissão com mais qualidade e desempenho de recursos de voz e dados com conexão direta ao Centro de Controle Operacional (CCO) do metrô. O objetivo do projeto é trazer um sistema de comunicação mais eficaz para a empresa, garantindo a evolução tecnológica do sistema de radiocomunicação e incorporando novas funcionalidades, que trarão mais segurança, regularidade e maiores vantagens tecnológicas.

O projeto de implantação do novo sistema está dividido em três fases de contratação. A primeira fase, em execução no momento, contempla a instalação do sistema de rádio digital em todos os trens, instalação do sistema de gerenciamento e supervisão no CCO, além da colocação de seis antenas de rádio ao longo da via. Essas antenas transmitirão dados e voz de toda a via e mais cinco quilômetros ao seu redor diretamente para o Centro de Controle Operacional. A segunda fase, já contratada, consiste no fornecimento de 230 rádios portáteis que serão utilizados por empregados das áreas de operação, manutenção e projetos. Já a terceira etapa, em fase de elaboração do projeto básico, contemplará a instalação de rádios fixos nas estações de passageiros e em veículos de manutenção.

Segundo o chefe do Setor de Projetos de Sistemas e Inovação Tecnológica da Trensurb, David Levenfus, uma das principais melhorias que o sistema de rádio digital trará é a possibilidade de saber com mais precisão a localização exata dos trens e veículos de manutenção da empresa. Cada rádio terá consigo uma unidade GPS que transmitirá a localização automaticamente para o CCO. De acordo com Levenfus, isso faz com que a empresa, futuramente, possa desenvolver uma forma de transmitir essa informação ao usuário por meio de um aplicativo ou mesmo nas estações, com o uso de telas que poderiam informar o tempo previsto de chegada dos trens à estação. O sistema também permitirá a interconexão com outras redes. Desse modo, a partir de convênios com outros órgãos – como os de segurança pública, por exemplo -, seria possível manter canais para comunicação mais ágil com eles.

A previsão é que o novo sistema de radiocomunicação digital esteja em funcionamento no primeiro semestre de 2020. Até lá, passará por ajustes de configuração e testes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *