Metroviário compartilha experiência com jovens aprendizes

“Não temer o futuro”, essa foi a principal mensagem que Felipe Parmeggiani, 32 anos, buscou passar em uma palestra aos aprendizes do Projeto Pescar da empresa Midea Carrier. Felipe foi convidado a ministrar uma palestra no início de julho como ex-participante do projeto e empregado da Trensurb, onde atua como técnico em eletrotécnica. Em sua fala, comentou sobre a importância desse tipo de iniciativa, que, mais tarde, acabou levando-o a realizar o curso técnico.

Felipe, que foi aprendiz do Projeto Pescar em 2002, por meio da Copesul, relata que, na época, sentiu falta de alguém para incentivá-lo a continuar. “Naquela época eu não tinha alguém que viesse palestrar para nós e dizer: ‘continuem, perseverem nisso, vão em frente, não desistam que o futuro é brilhante para vocês'”, declara. Ele resolveu, então, fazer de seu depoimento um encorajamento aos jovens para que sigam em frente. Para isso, falou de suas experiências e de tudo que o projeto agregou em sua vida.

O Projeto Pescar é um programa de formação sócio-profissionalizante desenvolvido pela Fundação Projeto Pescar, em parceria com a sua rede colaborativa, que dá acesso a jovens com idades entre 16 e 19 anos, ao mercado de trabalho. A Trensurb possui um programa semelhante a esse: o Estação Educar. Desenvolvido em parceria com o SENAI-RS, oferece aprendizagem profissional através do desenvolvimento do curso de assistente administrativo, com duração de 800 horas-aula. O curso é realizado em Esteio, na Escola de Educação Profissional SENAI Nilo Bettanin e os aprendizes têm direito a meio salário mínimo mensal, vale-transporte, vale-refeição e assistência odontológica. Anualmente, a empresa oferece 40 vagas para o programa, destinadas a jovens de famílias de baixa renda.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *