Disposta a fazer o bem

Isabel Cristina Padilha, 62 anos, natural de Porto Alegre e moradora da Zona Sul da capital, atua há seis anos como operadora de trens na Trensurb. Com seu jeito divertido, a metroviária criou muitos laços de amizade dentro da empresa e, por onde passa, é alvo de sorrisos e brincadeiras. Há 32 anos na Trensurb, ela trabalhou como agente metroviária nas estações durante 26 anos. O que mais a animava na função era o contato com o público. Agora, sente-se feliz ao pilotar o trem e prestar serviço às pessoas. “Na linha de bloqueio, as pessoas virem conversar comigo, ou pilotar o trem e avistar alguém, é algo que marca”, comenta.

Quando começou a trabalhar na empresa, seus filhos eram pequenos e foi aqui dentro que Isabel encontrou, além da profissão, um segundo lar. Ela sempre trouxe os filhos para festas dentro da empresa e, recentemente, seu filho trouxe seus netos para uma atividade similar. “Eu disse: ‘Filho, vai ter uma festa para as crianças na Trensurb’. E ele disse: ‘Mãe, que legal, vou levar meus filhos e lembrar do meu tempo’”, conta animada.

Isabel gosta de aproveitar seu tempo e sente prazer em tudo o que faz: “Todas as coisas são importantes pra mim desde que levanto. Sair daqui agora, pegar o ônibus e ir pra casa é importante. Cada segundo é importante”. Comunicativa e cheia de entusiasmo, gosta muito de conversar e têm seus colegas e amigos de trabalho como uma família: “Eu tenho uma colega que é minha comadre, que é dinda da minha filha mais nova. O que mais me marca é essa família, o riso, a diversão, as pessoas participarem do meu dia a dia”.

Uma das coisas que a operadora mais gosta de fazer fora do trem é viajar e um dos lugares mais incríveis que ela pôde conhecer em suas andanças foi a Irlanda: “Eu tenho uma saudade de lá, foi muito bom. Lá, eu tenho amigos e não fiquei só na cidade, eu fui para os condados e conheci lugares que às vezes as pessoas não vão conhecer”. Ela cita lugares como as falésias de Moher e a Rua das Fadas, além de montanhas, lagos e rios que só os locais conhecem.

Bastante espiritualizada, Isabel tem como paixão a leitura de livros que lhe tragam algum discernimento e conhecimento sobre a vida, sobre o porquê das coisas. Ela diz ter fé e acreditar na vida, não seguindo nenhuma religião, mas tirando o que há de melhor em cada uma, buscando sempre praticar o bem. A metroviária relata que participa de uma ação para arrecadar fundos para projetos sociais realizados por uma amiga. Segundo ela, é por meio dessa ajuda que a amiga consegue recursos para realizar boas ações, como, por exemplo, a distribuição de brinquedos para crianças carentes no Natal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *