Cuidando das estações e dos usuários do metrô

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com cerca de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho do Setor de Operações (Seope).

Quem faz? O setor conta com mais de 450 profissionais, sendo o mais numeroso e abrangente da Trensurb. Todos os empregados da operação das estações e da segurança respondem ao Seope.

O que faz?  Ao maior setor da empresa, cabe também uma grande gama de atividades. Entre as principais, estão operação de estações, segurança operacional, atendimento ao usuário, venda de passagens e acompanhamento das atividades realizadas em todas as 22 estações do sistema metroviário, mais a Estação Salgado Filho, do aeromóvel.

O contato direto do usuário com a Trensurb é realizado, primeiramente, através do Seope. Os agentes metroviários são os profissionais que estão nas estações trabalhando nas bilheterias, nas linhas de bloqueio, auxiliando na condução de pessoas com deficiência, etc.

Os empregados do Seope também atuam nas operações especiais para eventos nas redondezas das estações da Trensurb, como partidas de futebol. Nessas ocasiões, há uma preparação prévia para que tudo ocorra com a maior segurança e eficiência possível. O papel da segurança metroviária é fundamental, acompanhando o deslocamento dos usuários do momento em que entram no sistema até a hora que saem. No caso dos jogos de futebol, por exemplo, os seguranças levam os torcedores até o encontro da Brigada Militar, que realiza o acompanhamento a partir da estação da Trensurb até o estádio.

O setor é responsável, ainda, pelos contratos da Trensurb de limpeza das estações, água e energia das estações (incluindo o controle do consumo), além de solicitar apoio dos órgãos de segurança quando necessário.

Como faz? “A gestão da unidade é feita com profissionalismo e comprometimento. O Seope atua 24 horas por dia, com o propósito de atender todas as demandas envolvendo as estações e o quadro operacional”, declara o chefe do setor, Giuliano Boeck.

Para dar conta da grande quantidade de atividades e empregados, o setor trabalha em equipe, prezando sempre pela segurança e o conforto dos usuários e empregados. “Nossa preocupação é voltada 100% à segurança do usuário e a de nossos empregados”, afirma Boeck. O Seope monitora também o circuito fechado de TV e conta com os centros de controle das Estações (CCE) e da Segurança (CCS), que trabalham para melhorar ativamente o cumprimento das responsabilidades do setor. Na Estação Farrapos, está outra parte do centro administrativo do Seope, onde estão concentradas as demandas de recursos humanos, documentação de empregados e recebimento de processos.

Onde fica? O Setor está distribuído em 23 estações abrangendo os municípios de: Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo. Na sede administrativa, no bairro Humaitá, em Porto Alegre, fica a chefia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *