Adote um amigo

Desde outubro de 2017, a Trensurb tem realizado uma série de publicações em seus perfis nas redes sociais incentivando a adoção de cães e gatos resgatados de situações de vulnerabilidade. A iniciativa é resultado de uma parceria com o projeto Adote um vira-lata RS, que trabalha pela conscientização da sociedade sobre o bem estar animal, realiza anúncios de animais para adoção e busca arrecadar verba para castrações.

Suéllen Dutra é participante do projeto e responsável pela Casa dos Gatos, um dos lares temporários onde animais resgatados recebem os cuidados necessários até serem adotados. Segundo ela, 60 animais já encontraram suas casas definitivas graças às publicações da Trensurb.

Leia mais →

Mais confiabilidade para a rede de energia dos trens

A Trensurb está trabalhando para qualificar e aumentar a confiabilidade e a segurança do sistema de distribuição de energia elétrica de tração dos trens. As subestações de energia de tração em operação desde a inauguração do metrô receberam novos equipamentos. Destruída por um incêndio, a Subestação Sapucaia está em processo de recuperação, assim como a cabine de seccionamento Luiz Pasteur. Além disso, novos processos licitatórios visam a modernização de dispositivos de proteção da rede de energia e a implantação de um sistema de segurança perimetral para áreas da Trensurb, incluindo instalações elétricas.

Leia mais →

Engenheiro por convicção

Willi Paulo Arnold, de 54 anos, natural de Canoas, é formado em engenharia mecânica pela UFRGS e atua no Setor de Projetos de Sistemas e Inovação Tecnológica (Seitec) da Trensurb. Após trabalhar no interior e em funções que exigiam que viajasse muito, o engenheiro decidiu prestar o concurso público da Trensurb no ano de 2006, pois queria ficar mais perto da família. Foi aprovado e convocado em 2008. Ao longo destes dez anos de empresa, Willi diz ter passado por muitos desafios e, segundo ele, são esses desafios que o movem.

Na Trensurb, o engenheiro atuou inicialmente no antigo Setor de Rede Aérea (responsável pela manutenção do sistema de distribuição de energia de tração dos trens), mais tarde, nas obras de instalação do aeromóvel e, atualmente, trabalha na gestão de novos projetos. Willi define a possibilidade de acompanhar um projeto desde o seu princípio como “empolgante”. “A coisa mais legal da profissão e de tudo que eu faço aqui é ver as coisas funcionando”, diz.

Leia mais →

Gerenciando licitações, materiais e serviços de apoio

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com cerca de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho da Gerência de Suprimento e Apoio (Gesup).

Quem faz? A Gesup conta com dois empregados: o gerente, formado em administração e pós-graduado em engenharia de produção, e uma secretária. A gerência está ligada à Diretoria de Administração e Finanças e conta com três setores subordinados: o de Materiais (Semat), o de Compras (Secom) e o de Apoio (Seapo).

O que faz? A missão da gerência é atender a Trensurb em suas necessidades de contratações de materiais e serviços e realizar gestão dos serviços de apoio administrativo, do protocolo e arquivo. As demandas de contratação de materiais e serviços chegam por meio de previsões de consumo quando se tratam de materiais de estoque e de projetos básicos quando se tratam de serviços e materiais não estocáveis. Para cada necessidade, de acordo com seu tipo e valor, adota-se a apropriada modalidade de licitação para contratação.

Leia mais →

Entrevista: a arte urbana e os pixels de Nelson Sura

A exposição permanente Pixels Mercado, do artista Nelson Sura, foi inaugurada em março, nos túneis de acesso à Estação Mercado. A obra tem inspiração na azulejaria portuguesa, trazendo uma versão contemporânea que busca despertar atenção positiva para o paisagismo urbano.

Confira a entrevista que fizemos com Sura sobre sua arte e a obra exposta nas dependências do metrô.

Leia mais →

Supervisionando a manutenção de sistemas e energia

Para que os trens operem todos os dias, a Trensurb conta com um quadro funcional com cerca de mil empregados que atuam em diversas áreas e garantem o bom funcionamento do metrô, o planejamento e a gestão da empresa. As 48 unidades organizacionais da Trensurb estão divididas entre três diretorias, duas superintendências, 14 gerências, 28 setores e um órgão de auditoria interna. Conheça o trabalho da Gerência de Sistemas (Gesis):

Quem faz? A equipe da Gesis é constituída por quatro pessoas: o gerente, que tem formação em engenharia, uma técnica em administração, um assistente de administração e uma estagiária de nível médio. A gerência está ligada à Diretoria de Operações e subordinam-se a ela dois setores: o de Energia (Senerg) e o de Sinalização (Sesin)

O que faz? As atividades desenvolvidas pela Gesis dizem respeito a orientação, supervisão, controle e execução da manutenção de sistemas que asseguram condições para que a operação da Trensurb transcorra de modo rápido e seguro.

Leia mais →