Foto: Vinicius Silveira/Famecos/PUCRS

Trabalho sobre a mensuração de reputação da Trensurb é premiado no 30º SET Universitário

De 22 a 29 de setembro, ocorreu o 30º SET Universitário da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS. A semana de atividades acadêmicas, oficinas e palestras é promovida anualmente pela instituição. O último dia do SET é tradicionalmente marcado por uma premiação que elege os melhores trabalhos de área da comunicação, divididos em 45 categorias. Mais de 7 mil alunos de 49 diferentes universidades de todo o Brasil inscreveram-se no Prêmio SET 2017. Na categoria Pesquisa Institucional e Organizacional, o trabalho vencedor do Prêmio foi “Mensuração da Reputação da Empresa Trensurb”, realizado pelos alunos Cristiane Curi, Matheus Felipe, Paula Merker e Rubiana Valim, da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFRGS, orientados pela professora Ana Karin Nunes.

Leia mais →

A convivência na diferença

Convivência – palavra essencial para um sistema de transporte por onde passam quase 200 mil usuários por dia. Em meio a toda essa gente, existem pessoas dos mais variados tipos, de todas as caras, cores, gostos e jeitos. Diferença requer tolerância e respeito, que se consegue através da empatia gerada, adivinhe só, pela convivência. “Não é só importante para eles saírem. É importante para outras pessoas conviverem com eles. Entenderem que têm medos, que às vezes podem gritar. Os dois lados ganham e aprendem”, afirma a educadora social Teresinha Oliveira, referindo-se a seus alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Sapucaia do Sul. Dentre os variados tipos de pessoas, existem aquelas que se enquadram nos objetivos da organização social. A APAE caracteriza-se por promover a atenção integral à pessoa com deficiência intelectual e múltipla. A associação presta serviços de educação, desenvolvimento social e atendimento clínico.

Leia mais →

Internet das coisas e análise de dados do aeromóvel

Recentemente, profissionais que atuam no Centro de Desenvolvimento Operacional Aplicado à Tecnologia Aeromóvel, da Trensurb, desenvolveram um sistema que compila e apresenta graficamente dados captados por sensores presentes na linha que conecta a Estação Aeroporto do metrô ao Terminal 1 do Salgado Filho. O trabalho deles foi apresentado durante a 44ª reunião do Grupo Permanente de Autoajuda na área de Manutenção Metroferroviária, que tem como objetivo discutir, avaliar e viabilizar soluções técnicas conjuntas entre operadoras de todo o Brasil. O evento foi parte da 23ª Semana de Tecnologia Metroferroviária, realizada em São Paulo entre 19 e 22 de setembro.

O projeto, intitulado Internet das coisas a baixo custo e linguagem Python aplicados na operação metroviária, foi desenvolvido pelo técnico em eletrônica Eduardo Sachser, o engenheiro mecânico Gustavo Knies e o engenheiro eletricista Davi Vital, contando com contribuições de diversos outros profissionais da Trensurb. Sua aplicação possibilita o armazenamento de informações coletadas pelos sensores do aeromóvel e, com o auxílio de um programa desenvolvido pelos profissionais, proporcionar a análise minuciosa desses dados.

Leia mais →

Unidade e expectativas na nova segurança da Trensurb

Os novos seguranças contratados pela Trensurb para qualificar e ampliar o efetivo já começaram a atuar nas estações. Até o momento, 54 já foram contratados: 30 deles já estão atuando normalmente em estações e trens, 12 estão em treinamento operacional (realizado também nas estações e trens) e mais 12 iniciaram treinamento técnico na semana passada.

Após passar por uma série de treinamentos, incluindo aulas teóricas, palestras e exercícios práticos, os seguranças têm suas primeiras experiências em atuações supervisionadas. “Acho que chegamos na hora certa. Viemos para somar com o pessoal que já está aí na linha há mais tempo para, juntos, dar qualidade e segurança ao transporte do usuário”, declara Simone Dalmolin. Ela e Helton Milton Silva trabalhavam juntos na Estação Farrapos quando conversamos com eles. “Basicamente somos assistencialistas”, explica Helton. “E, quando é necessário, colaboramos com os colegas das estações”, completa. Supervisionados por Antônio Moacir Figueiredo, que há 33 anos trabalha na segurança da Trensurb, os agentes fizeram ronda entre as estações para atender a ocorrências. Na Estação Niterói, buscaram um objeto que havia caído nos trilhos e o devolveram a sua dona. Na Estação Canoas, retiraram do trem um ambulante que praticava comércio ilegal.

Leia mais →

DSC_6662

‘Memes’, Zurbinho e ‘O’ Estagiário

“Eu acredito que a experiência que tive aqui – e não me refiro somente a questão profissional -, foi uma experiência de vida, imensurável. Não só trabalhei com o que aprendi a gostar; trabalhei com ótimos colegas e senti como se aqui fosse o melhor lugar do mundo. ” Essa declaração resume o sentimento de Renan Alves de Oliveira, 24 anos, que iniciou seu estágio de jornalismo na Trensurb em 2015 e, nesta quarta-feira (30), conclui seu contrato. Renan Delari, como ele também é reconhecido, inicialmente foi contratado para estagiar no Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos – localizado na Estação Mercado – mas neste local ficou apenas um mês. Por necessidade da área de Comunicação, ele foi relocado para a Central de Atendimento ao Usuário, onde teve a responsabilidade de atender todos os canais de relacionamento: telefone, e-mail, redes sociais, somando-se a equipe que atuava à época. Renan viu nas mídias sociais a possibilidade de mostrar seu talento e propôs uma interação “bem-humorada”, dessa forma apresentou a proposta de usar “memes”. O termo é bastante conhecido e utilizado no “mundo da internet”, mas até então não usado nas redes sociais da Trensurb. Diversas reuniões e discussões sobre essa estratégia foram realizadas e, com algumas experiências exitosas, aos poucos o estilo foi se consolidando. De acordo com o gerente de Comunicação, Jânio Ayres, “tivemos cautela e muita observação no início, avaliamos com cuidado cada abordagem; os temas que poderiam ser usados ou não”. Os “testes” começaram a ser publicados somente às sextas-feiras, buscando trabalhar com a ideia de “final de semana chegando” e, com isso, um espaço para “propor uma linguagem menos convencional”.

Leia mais →

Entrevista: Ale Maia e Pádua e sua abordagem artística da história

Em cartaz na Galeria Mario Quintana, na Estação Mercado da Trensurb, até 30 de outubro, a exposição VIVER É LUTAR, do artista plástico Ale Maia e Pádua, destaca a pintura digital RIO 1567. A obra propõe uma abordagem artística da Revolta dos Tamoios e da França Antártica, dois episódios históricos importantes para a formação do Rio de Janeiro e do Brasil como o conhecemos.

Natural de Niterói e graduado em design pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) de Porto Alegre, Ale Maia e Pádua já assinou duas exposições que passaram pela Estação Mercado: Entre Linhas e Painéis, no Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos, em 2015, e Onde Há Dor, Há Vida, na Galeria Mario Quintana, em 2016.

Leia abaixo a entrevista que fizemos com Ale, que nos falou sobre a inspiração para a nova exposição, sua visão dos fatos históricos retratados, os desafios da pintura digital e sua trajetória como artista.

Leia mais →